Tencati deixa dúvidas, e Keirrison pode ser titular no Londrina contra o Goiás

O técnico Claudio Tencati tem apenas duas dúvidas sobre o time titular do Londrina para encarar o Goiás, sexta-feira, em Itumbiara, pela segunda rodada da Série B do Brasileiro. Apesar da derrota para o CRB, na estreia, o treinador avaliou de forma positiva a equipe, mas revelou que pode fazer mudanças no setor ofensivo com a entrada de Keirrison e a saída do meia Netinho. 
Com o Londrina sem marcar gols há três jogos, Tencati admite que os atacantes testados não têm rendido como esperado e deve tentar Keirrison no ataque. Nos últimos jogos, o treinador optou por Itamar, titular contra o Cruzeiro, e Bruno Batata, que começou a partida contra o CRB.
– Não dá para negar que há a ausência de gols. O Bruno Batata tem corrido, lutado e se empenhado. O Itamar, a gente tentou inicialmente de várias formas para encaixá-lo, as coisas não aconteceram e os resultados não contribuíram. Vai chegar a oportunidade do Keirrison. – disse o treinador.
Tencati disse que ainda não sabe vai escalar Keirrison como titular ou vai coloca-lo no decorrer da partida. Ele explicou ainda que não vinha utilizando o jogador por questões físicas e lembrou que ele sofreu um problema muscular após a eliminação nas quartas de final do Paranaense. 
– Ficou ausente do primeiro jogo por isso, no segundo jogo ficou à disposição e entrou no fim do jogo, nos ajudou nas cobranças de pênalti. Contra o Cruzeiro, ele ainda não se sentia totalmente apto para 90 minutos, e eu fiz uma opção pelo Itamar e, na sequência, entendi que o Bruno Batata, pela luta que ele teve e pelos dois jogos contra o PSTC, com uma intensidade tremenda, tirei ele pelo desgaste. Essas foram as mexidas, mas as coisas não aconteceram – analisou.
Resultado de imagem para globo esporte

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"