Pular para o conteúdo principal

Por um fio? Vivendo as últimas horas? Afinal, qual é o real estado de saúde de Michael Schumacher?


O quadro de saúde de Michael Schumacher está, mais do que nunca, deixando os fãs de automobilismo preocupados. Depois de longos meses com poucas – ou praticamente nenhuma – notícias sobre a recuperação após o acidente de esqui em 2013, pessoas próximas do heptacampeão já não conseguem mais esconder o pessimismo ao abordar o futuro de Schumi. 

 Mas onde começou essa espiral negativa? Bem, o site ‘News Everyday’ divulgou, no fim de abril, a informação de que apenas um milagre salvaria Schumacher. A publicação, desconhecida do grande público, traz um neurocirurgião próximo da família dando informações duras: “O progresso é dolorosamente lento. Não há milagre no horizonte”. 

 A notícia, todavia, passou alguns dias sem causar impacto no resto do noticiário. Mas foi só a imprensa espanhola repercutir a curta declaração, em 6 de maio, para que o mundo voltasse a prestar toda atenção em Schumacher. O mundo passou a ver o heptacampeão como um homem em seus últimos dias, com “poucas horas de vida” – como foi declarado pela neurocirurgiã citada. Schumi, que estaria pesando apenas 45 quilos, é um homem frágil. 

 Além disso, o brincalhão 'Nordpresse', site belga, afirmou já nesta terça-feira (11) que Schumi estava morto, pegando fãs de surpresa. Mas existe um porém: a página é focada em notícias falsas, praticamente um Sensacionalista em francês. A nota da morte tinha uma piada mórbida, dizendo que "20 mil vegetarianos saudaram a morte do mais famoso vegetal do mundo". 

 As informações, claro, não são oficiais. Se formos depender da porta-voz Sabine Kehm, a última notícia sobre o quadro de saúde é de dezembro de 2015, quando Kehm descartou melhoras significativas no quadro de saúde do heptacampeão. Além disso, todas as declarações da fiel escuderia apontam para um processo de recuperação muito duro. Os fãs de Schumacher sempre acreditaram na recuperação .

  No meio disso tudo, as mais recentes declarações de Jean Todt parecem apontar para o óbvio: Schumacher está “na batalha mais importante da vida”. O francês, um dos poucos com carta branca da família para fazer visitas, não entra em detalhes, mas não parece estar cheio de otimismo. Para os mais atentos, a ausência de Mick Schumacher, filho de Michael, na rodada da F4 Italiana em Adria poderia soar como um indicativo de que a situação da lenda poderia estar piorando ao ponto de manter o filho em casa. 

Mas não chega a tanto: a equipe Prema optou por não alinhar nenhum dos três carros na etapa. Até segunda ordem, a agenda de Mick segue sem novas alterações. Bem, não dá para culpar aqueles que não se mantêm otimista. A falta de motivos para tal é clara.
A notícia, todavia, passou alguns dias sem causar impacto no resto do noticiário. Mas foi só a imprensa espanhola repercutir a curta declaração, em 6 de maio, para que o mundo voltasse a prestar toda atenção em Schumacher. O mundo passou a ver o heptacampeão como um homem em seus últimos dias, com “poucas horas de vida” – como foi declarado pela neurocirurgiã citada. 

Schumi, que estaria pesando apenas 45 quilos, é um homem frágil. Além disso, o brincalhão 'Nordpresse', site belga, afirmou já nesta terça-feira (11) que Schumi estava morto, pegando fãs de surpresa. Mas existe um porém: a página é focada em notícias falsas, praticamente um Sensacionalista em francês. A nota da morte tinha uma piada mórbida, dizendo que "20 mil vegetarianos saudaram a morte do mais famoso vegetal do mundo". 

 As informações, claro, não são oficiais. Se formos depender da porta-voz Sabine Kehm, a última notícia sobre o quadro de saúde é de dezembro de 2015, quando Kehm descartou melhoras significativas no quadro de saúde do heptacampeão. 

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Os Jogos Olímpicos Rio 2016 já é realidade e as expectativas de medalhas brasileiras são grandes. No nado sincronizado, entretanto, a esperança é de uma quebra de tabu, já que desde que foi incluído no programa olímpico, em Los Angeles 1984, a modalidade nunca viu uma brasileira no pódio. Para que o sonho se torne realidade, a equipe já treinava intensamente no Centro Aquático Maria Lenk, antes mesmo do início da Rio 2016, casa do nado, saltos ornamentais e polo aquático. 

As provas do nado sincronizado começam só no dia 14 de agosto, mas as brasileiras já estão na arena aquática do Rio (as provas de natação acontecerão em outro local) para entrar no clima olímpico e se familiarizar ainda mais com o local. "A gente está "super feliz" por ter vindo mais cedo e já ter começado a sentir o clima dos Jogos. 

Treinávamos aqui, mas agora o clima é diferente. Além de estar mais bonito, brincamos que já tem cheiro de olimpíada. Os países ainda estão começando a chegar. O ambiente …

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

07/08/2016 22:05 A seleção brasileira masculina de hóquei sobre grama disputou o seu segundo compromisso no torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016 neste domingo, 8 de agosto, no Centro Olímpico de Hóquei, no Complexo de Deodoro. Ao enfrentar a forte Bélgica, a seleção brasileira foi derrotada pelo placar de 12 a 0. O Brasil passou a somar duas derrotas em duas partidas, já que perdeu na estreia para a Espanha por 5 a 0. Na próxima rodada, terça-feira, 9 de agosto, os brasileiros voltam a campo para encarar a Grã-Bretanha. Encarando um time muito competitivo, os atletas brasileiros conseguiram manter o jogo equilibrado até o fim do primeiro quarto – de um total de quatro quartos, de 15 minutos cada –, quando a Bélgica marcou seus dois primeiros gols. A partir daí, a equipe brasileira sucumbiu à superioridade belga, ameaçando o gol adversário apenas em lances esporádicos. Com o domínio absoluto da partida, a Bélgica foi ampliando até chegar ao placar final de 12 a 0. "Pela primeira vez …

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)