Pular para o conteúdo principal

Futsal Feminino :Cianorte/santa cruz volta a vencer Marília e fica com o tri no feminino da Copa TV TEM


As meninas do Cianorte/santa cruz  soltaram o grito de campeão na noite desta terça-feira ao vencer Marília, por 1 a 0, no ginásio Duduzão, em Bauru, e festejar a terceira conquista da cidade na categoria feminina da Copa TV TEM de Futsal da região de Bauru – antes, já haviam vencido as edições de 2012 e 2013. Além de ficar com o tricampeonato, Santa Cruz freou uma série de Marília, que havia ficado com o título nas duas últimas edições 2014 e 2015, além de 2011. Para chegar à conquista, Santa Cruz bateu Marília duas vezes. 

No jogo de ida, em Pompeia, as santacruzenses haviam vencido por 4 a 3 e, por isso, jogavam por um empate na noite desta terça. Marília precisaria vencer para levar a decisão aos pênaltis. Nesta terça, diante de um ginásio lotado, Santa Cruz dominou a partida e venceu com um gol de Bruna. Com a conquista, Santa Cruz se qualifica também para disputar a Copa dos Campeões. 
O jogo 

Precisando da vitória para reverter a derrota no jogo de ida, Marília adotou uma marcação alta, pressionando a saída de bola de Santa Cruz, que conseguia trabalhar com tranquilidade a vantagem de poder empatar. Apesar da pressão, as santacruzenses tiveram excelentes chances, principalmente com Andreia. Marília apostava na velocidade de Andreia, mas a atleta exagerou na individualidade. 

A goleira Bianca, do Cianorte/santa cruz , trabalhou bem e foi decisiva na melhor oportunidade do primeiro tempo: faltando 19 segundos, Gislene avançou sozinha e só parou na saída de Bianca, deixando o placar em branco na etapa inicial. 

Na volta do Intervalo, o jogo cresceu em emoção, com Marília se lançando ao ataque, mas abrindo muitos espaços para Santa Cruz, que quase abre o placar com Vanessa, que acertou o travessão. Marília responde na mesma moeda e Andreia acerta o pé da trave de Bianca. Faltando sete minutos, Santa Cruz chegou ao gol após bela triangulação concluída por Bruna. Um minuto depois, Clauciele quase ampliou para o Cianorte/santa cruz  ao acertar mais uma na trave da goleira Thayná. 

A partir de então, o técnico Daniel Sabino acionou a goleiro-linha, com Marina, a pressão cresceu, mas Santa Cruz se segurou na defesa para vencer o jogo e festejar o título.
Resultado de imagem para globo esporte

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.