Pular para o conteúdo principal

F1 : Hamilton nega desejo de ser piloto da Ferrari e faz declaração de amor à Mercedes: "Marca para vida toda"


Há muito tempo existem especulações que conectam Lewis Hamilton à Ferrari. Desde os tempos da McLaren, o piloto que se tornou campeão mundial apenas na segunda temporada da F1 sempre está às voltas com algum tipo de futuro vermelho. No momento, dá conta de uma mudança para ser companheiro de Sebastian Vettel quando seu contrato com a Mercedes terminar, na temporada 2018. Porém, segundo Lewis, ele não tem esse enorme desejo de Ferrari.
Segundo o tricampeão mundial, apesar de toda a história incrível e conexão da Ferrari com o automobilismo e a F1, ele não deseja um lugar por lá. Sendo parte da história da Mercedes, outra marca longe de ser peso pena, Maranello fica de longe, apenas uma admiração distante.
"Sem dúvidas que, quando eu cresci assistindo a F1, via um carro vermelho e achava fantástico. Uma Ferrari, de estrada ou de corrida, é incrível. Há algo muito especial com a paixão italiana pela equipe, mas eu estou com a Mercedes desde os 13 anos de idade, mais que a maioria dos pilotos da minha idade. De coração, hoje eu não olho para Sebastian [Vettel] na Ferrari e penso 'caramba, eu quero o lugar dele'", disse em entrevista à rede de TV inglesa Sky Sports.
Na sequência, Lewis fez uma declaração de amor à equipe que defende. É bom lembrar que a Mercedes foi parceira da McLaren por anos antes de voltar como equipe de fábrica à F1, por isso os anos contabilizados por Hamilton são tantos.
"Olho para o meu time, para as Flechas Prateadas, e acredito que sou parte da história por muito mais do que o meu tempo - quero continuar parte disso. Quando eu parar, ainda quero ser parte disso. O que eu amo na Mercedes é que você olha para Sir Stirling Moss, olha para os pilotos das antigas ainda hoje, e eles seguem com a Mercedes. É uma marca para toda a vida", seguiu.
"A companhia te coloca nas asas deles, cuida de você e você passa a ser parte daquilo para sempre. Não consigo me imaginar não sendo parte disso", encerrou.
Apesar de todo o amor, a temporada está difícil para Hamilton. Ele está 43 pontos atrás do companheiro Nico Rosberg na briga pelo título de Pilotos em 2016 e, neste momento da temporada, ainda se vê quatro pontos atrás de Kimi Räikkönen. Além disso, a batida entre Lewis e Nico no GP da Espanha ainda causa saia justa. A F1 volta na semana que vem com o GP de Mônaco.

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol e a salsicha

Dia destes numa fila qualquer ouví um dizer: "Perdí as esperanças no futebol depois da final da Copa da França em 1998. 
 Logo pensei : 

" Se Imaginássemos como são feitos o futebol e a salsicha jamais consumiriamos essas "guloseimas"

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

07/08/2016 22:05 A seleção brasileira masculina de hóquei sobre grama disputou o seu segundo compromisso no torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016 neste domingo, 8 de agosto, no Centro Olímpico de Hóquei, no Complexo de Deodoro. Ao enfrentar a forte Bélgica, a seleção brasileira foi derrotada pelo placar de 12 a 0. O Brasil passou a somar duas derrotas em duas partidas, já que perdeu na estreia para a Espanha por 5 a 0. Na próxima rodada, terça-feira, 9 de agosto, os brasileiros voltam a campo para encarar a Grã-Bretanha. Encarando um time muito competitivo, os atletas brasileiros conseguiram manter o jogo equilibrado até o fim do primeiro quarto – de um total de quatro quartos, de 15 minutos cada –, quando a Bélgica marcou seus dois primeiros gols. A partir daí, a equipe brasileira sucumbiu à superioridade belga, ameaçando o gol adversário apenas em lances esporádicos. Com o domínio absoluto da partida, a Bélgica foi ampliando até chegar ao placar final de 12 a 0. "Pela primeira vez …

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)