Pular para o conteúdo principal

Após classificação, São Paulo terá 45 dias para manter Maicon e Calleri


A classificação do São Paulo à semifinal da Copa Libertadores, assegurada com base no regulamento após o time perder por 2 a 1 para o Atlético-MG, no Independência, obrigará o clube a trabalhar forte nos bastidores para manter o zagueiro Maicon e o atacante Calleri. A diretoria terá exatos 45 dias para estender o vínculo dos atletas, já que o torneio internacional será retomado só em julho. A pausa ocorre por conta da Copa América Centenário, que será disputada entre os dias 3 e 26 de junho, nos Estados Unidos.
As semifinais da Libertadores estão marcadas para os dias 6 e 13 de julho, posteriores ao encerramento dos atuais contratos dos jogadores (30 de junho). Por isso, a lista de inscritos deve ser entregue à Conmebol até 4 de julho, 48 horas antes do início da próxima fase.
Maicon – O Porto é dono dos direitos de Maicon e deseja 8 milhões de euros (cerca de R$ 31 milhões) para ceder o zagueiro, baseado em uma oferta que teria recebido na janela de transferência do último mercado europeu de verão. O São Paulo não dispõe do valor e tenta colocar jovens valores na jogada: Lucão foi oferecido, mas a equipe portuguesa quer o lateral esquerdo Inácio e o zagueiro Lyanco para referendar o negócio.
Maicon já manifestou o desejo de ficar. E o diretor de futebol, Luiz Cunha, revelou que o pai do zagueiro pediu para que o Tricolor se esforçasse em mantê-lo. Pouco otimistas com o negócio estão o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o técnico Edgardo Bauza. Eles têm evitado declarações concretas sobre o tema, assegurando apenas que o clube se esforçará para tentar a transação.
“Estamos conversando para que ele fique não só para a disputa da semifinal, mas para que siga conosco por pelo menos mais um ano”, limitou-se a dizer o Patón, na quarta-feira, após assegurar a classificação na Libertadores.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.