Após classificação, São Paulo terá 45 dias para manter Maicon e Calleri


A classificação do São Paulo à semifinal da Copa Libertadores, assegurada com base no regulamento após o time perder por 2 a 1 para o Atlético-MG, no Independência, obrigará o clube a trabalhar forte nos bastidores para manter o zagueiro Maicon e o atacante Calleri. A diretoria terá exatos 45 dias para estender o vínculo dos atletas, já que o torneio internacional será retomado só em julho. A pausa ocorre por conta da Copa América Centenário, que será disputada entre os dias 3 e 26 de junho, nos Estados Unidos.
As semifinais da Libertadores estão marcadas para os dias 6 e 13 de julho, posteriores ao encerramento dos atuais contratos dos jogadores (30 de junho). Por isso, a lista de inscritos deve ser entregue à Conmebol até 4 de julho, 48 horas antes do início da próxima fase.
Maicon – O Porto é dono dos direitos de Maicon e deseja 8 milhões de euros (cerca de R$ 31 milhões) para ceder o zagueiro, baseado em uma oferta que teria recebido na janela de transferência do último mercado europeu de verão. O São Paulo não dispõe do valor e tenta colocar jovens valores na jogada: Lucão foi oferecido, mas a equipe portuguesa quer o lateral esquerdo Inácio e o zagueiro Lyanco para referendar o negócio.
Maicon já manifestou o desejo de ficar. E o diretor de futebol, Luiz Cunha, revelou que o pai do zagueiro pediu para que o Tricolor se esforçasse em mantê-lo. Pouco otimistas com o negócio estão o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o técnico Edgardo Bauza. Eles têm evitado declarações concretas sobre o tema, assegurando apenas que o clube se esforçará para tentar a transação.
“Estamos conversando para que ele fique não só para a disputa da semifinal, mas para que siga conosco por pelo menos mais um ano”, limitou-se a dizer o Patón, na quarta-feira, após assegurar a classificação na Libertadores.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"