América inverte vantagem do Galo no primeiro duelo e joga pelo empate para ser campeão


O América levou a melhor no primeiro clássico da decisão do Campeonato Mineiro. E quem fez a diferença para o Coelho foi um jogador que saiu do banco de reservas. Danilo fez os dois gols da vitória diante do Atlético, por 2 a 1, neste domingo, no Independência, deixando o time alviverde perto da conquista do Estadual. 

Lucas Pratto, aos 48 da etapa final, descontou e manteve o Galo vivo na final. O segundo e decisivo confronto será no próximo domingo, às 16h, no Mineirão. E o América poderá empatar para levantar a taça. Ao Atlético, só resta ganhar por qualquer placar para conquistar o bicampeonato mineiro, já que fez campanha superior na primeira fase e tem a vantagem de jogar por dois resultados com mesmo placar ou diferença. Uma dificuldade a mais para o time alvinegro será a partida diante do Racing, quarta-feira, no Independência, valendo a classificação às oitavas de final da Copa Libertadores, o que dividirá as atenções do grupo com a final estadual. Enquanto isso, o Coelho terá a semana inteira para se preparar visando ao segundo duelo da decisão do Mineiro. 

 O personagem do primeiro clássico foi a campo por causa de um problema com um companheiro. Tiago Luís sentiu tonteira ainda no primeiro tempo e foi levado a um hospital para exame de imagem. Danilo entrou e teve o brilho de fazer os dois gols, em jogadas parecidas. O Atlético pressionou na etapa final, quando o Coelho já abrira 2 a 0, mas faltou efetividade nos lances ofensivos, além de organização. O gol de Lucas Pratto no fim, aos 48min, depois que Robinho perdeu pênalti, manteve a esperança do Galo. 

 As mudanças processadas pelo técnico Diego Aguirre, que poupou Lucas Pratto e escalou Patric e Hyuri desde o começo só serviram para deixar a equipe mais confusa em campo. E o América aproveitou bem as brechas no lado direito da defesa atleticana para conquistar a vitória, contando com o momento de brilho de Danilo. A esperança atleticana voltou com o gol do argentino, escalado no segundo tempo, que mostrou a marca do artilheiro nos acréscimos e manteve o time alvinegro vivo na disputa.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"