Pular para o conteúdo principal

Zé Estevão porque o "Amanhã nunca morre!"


Considero José Estevão o atleta cianortense que alcançou a maior projeção da historia do esporte cianortense , praticante do bicicross , chegou a ser campeão paranaense inúmeras vezes e Campeão brasileiro , tendo estado entre os 14 melhores atletas do bicicross mundial. 

O inesquecível piloto de bicicross de Cianorte José Estevão colocou Cianorte no topo do Ranking Paranaense da modalidade com os seus 8 títulos Paranaenses seguidos além de performances invejáveis em Sul Brasileiros e até no Mundial de S.Paulo em 2005 tendo ficado entre os 14 melhores pilotos do mundo , depois de sua morte prematura ocorrida  em João Pessoa na Paraíba, os novos talentos não querem deixar que o esporte perca força em nossa cidade, para tanto a nova safra quem vem aí dá provas de que a semente plantada pelo nosso saudoso Zé já germinou e começa aos poucos dar frutos. Pois Estevão deixou o seu legado de que "O amanhã nunca morre!"

 Fui o último integrante da imprensa a entrevistá - lo , antes do seu embarque para João Pessoa , onde disputou uma etapa do Brasileiro e sofreu um acidente que o levou a óbito em 2007.

                                   FOTOS : Equipe de Jornalismo da Cianorte FM

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco