Pular para o conteúdo principal

Veja quais clubes que mais recebem por patrocínio master no Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou a renovação de contrato de patrocínio com o Corinthians no valor de R$ 30 milhões e o acordo com o Vasco por R$ 9 milhões. A renovação mantém o Corinthians com o maior valor de patrocínio máster do Brasil, seguido por Flamengo e Palmeiras.

O acordo do Corinthians com a instituição financeira começou no fim de 2012, mas não foi renovado no começo do ano. O valor continua o mesmo, mas desta vez não terá a marca exposta nas costas da camisa, epaço que deve ser negociado pelo Timão com outras empresas.

O valor é quase o mesmo que a Caixa paga ao Flamengo pelos mesmos moldes de contrato. O Rubro-negro recebe R$ 25 milhões por ano da empresa pelo patrocínio.

Em terceiro lugar aparece o Palmeiras, embora os números do Verdão não estejam atualizados. Isso porque a Crefisa e a FAM pagam juntas R$ 58 milhões por todos os espaços na camisa, incluindo cintura, mangas, ombros e costas. O valor sobe para R$ 66 milhões/ano com os espaços de calção e meias. No formato antigo, utilizado nesta pesquisa, o Palmeiras recebia R$ 23 milhões apenas pelo espaço principal.

Em terceiro lugar aparece o São Paulo, que acertou com a empresa de transportes aéreos Copa Airlines. Os panamenhos pagam anualmente R$ 15 milhões pelo espaço na camisa do Tricolor.

Um pouco abaixo está a dupla gaúcha Grêmio e Internacional. As equipes recebem do Banrisul R$ 12,9 milhões por ano, pouco abaixo do que recebiam em 2015.

A Caixa também patrocina os dois maiores clubes de Minas Gerais e paga R$ 12,5 milhões por ano a Atlético-MG e Cruzeiro.

Com o novo acordo, o Vasco receberá R$ 7,5 milhões por ano da Caixa, mas o valor pode subir para R$ 9 milhões caso o clube consiga atingir metas do contrato.

Abaixo deles, aparecem Atlético-PR, Coritiba, Sport e Vitória com R$ 6 milhões por ano. Chapecoense e Figueirense recebem R$ 4 milhões por ano, todos com a Caixa como patrocinador principal.

Vale lembrar que Botafogo, Fluminense e Santos estão sem o patrocinador principal da camisa. Os valores do contrato do Bahia com a MRV não foram divulgados.

Resultado de imagem para lancenet logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.