Lio Evaristo “esconde” o time titular e lamenta o confronto com o Cianorte

“Nem nós e nem eles queriam esse confronto agora, é uma pena porque são equipes de tradição na região, equipes que estão preparadas para buscar o acesso”, afirmou Lio Evaristo.


 O técnico Lio Evaristo não conseguiu repetir a mesma formação do Atlético de Paranavaí nos últimos jogos, embora a formação lançada no último domingo foi uma opção para avaliar outros atletas do elenco. Para o importante confronto contra o Cianorte, no sábado à tarde, Evaristo tem a possibilidade de colocar aquilo que tem de melhor na sua avaliação. Mas o treinador ainda não anunciou quem vai entrar jogando no primeiro jogo do mata-mata das oitavas-de-final do Paranaense da 2ª Divisão. 

“Tenho 22 para escolher os 11 melhores, é o que vamos tentar fazer para ter um resultado positivo diante do Cianorte”, disse Evaristo. Jogadores que estavam suspensos ou em recuperação estão à disposição do treinador, por isso a indefinição sobre o “onze titular”. Aliás, as opções de agora são um contraste com o início do campeonato, quando o técnico tinha poucos jogadores, com dificuldade até mesmo para a formação do banco de reservas. “O adversário não ficará sabendo antecipadamente qual time devemos colocar. Vamos evitar anunciar, eles estão atentos ao que estamos fazendo aqui e nós atentos ao que ocorre lá. 

Não que isso ganhe jogo, mas se a gente puder dar uma segurada, algumas alternativas que estamos criando para vencer o jogo, vamos tentar segurar”, explicou o treinador atleticano. A perda de nove pontos pelo Vermelhinho possibilitou o confronto contra o Cianorte. Não fosse a punição pelo TJD-PR, o Cianorte (1º colocado na 1ª fase) enfrentaria o Cascavel (8º).

 O time de Paranavaí seria o terceiro colocado, então teria de enfrentar o Andraus. O Cianorte, líder geral, pode ser o mais prejudicado com esta situação caso venha a ser eliminado neste mata-mata. “É jogo difícil. Infelizmente as coisas foram desviando do nosso alcance. Nem nós e nem eles queriam esse confronto agora, é uma pena porque são equipes de tradição na região, equipes que estão preparadas para buscar o acesso. Infelizmente uma ficará de fora”, frisou o treinador da equipe de Paranavaí.
Diario do Noroeste

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"