Pular para o conteúdo principal

Cuca avalia classificação para semifinal e pede ‘jogo natural’ contra Santos



O Palmeiras venceu o São Bernardo por 2 a 0 (gols de Alecsandro e Gabriel Jesus), nesta segunda-feira (18), no Allianz Parque, e avançou para a semifinal do Campeonato Paulista, a ser disputada contra o Santos, na Vila Belmiro. Minutos após o término do duelo, o técnico Cuca destacou, sobretudo, a postura da equipe alviverde na etapa final do embate.
“(O São Bernardo) não teve medo e veio para cima. Jogou com um volante, mais dois meias e dois atacantes. Propôs o jogo, criou chances e deu correria. Nós entendemos mais o jogo deles no segundo tempo do que no primeiro. No segundo tempo, nós equilibramos melhor, entendemos o adversário e, dentro da estratégia que tínhamos para o segundo tempo, matamos o jogo na velocidade”, comentou.
Já sobre o clássico contra o Santos, o comandante foi precavido. “É um jogo de uma torcida só, mas esse negócio de motivação tem de ter muito cuidado. Temos de fazer com que o jogo seja natural, tomando cuidado com a violência também. Não podemos instigar a provocação disso ou daquilo porque depois acaba tornando uma coisa ruim. Mediremos forças e espero fazer um grandes jogo”, afirmou o palmeirense, que entende a rivalidade criada entre os dois clubes no último ano.
“A rivalidade existe, mas ela tem de ser sadia. Temos de ir até o limite que o futebol permite para fazermos um bom jogo. Não adianta pensar em fazer coisas diferentes senão acaba tendo jogador expulso, e não é isso que a gente quer”, disse.
O próximo compromisso do Verdão será contra o Santos, pelas semifinais do Campeonato Paulista, fora de casa, ainda sem data e horário definidos. Já a estreia do time palestrino no Campeonato Brasileiro será em maio, contra o Atlético-PR, em São Paulo-SP.
Palmeiras

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco