ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Após renunciar, ex-presidente teme pelo fim da Portuguesa


Jorge Manuel Gonçalves ficou só um ano à frente da Lusa, no lugar de Ilídio Lico 

Uma semana depois de renunciar à presidência da Portuguesa, Jorge Manuel Gonçalves resolveu falar. E demonstrou enorme preocupação em relação ao futuro do clube que dirigiu por exato um ano. “Depois que tive de sair do Canindé ainda no primeiro tempo, sob o risco de ser agredido, resolvi renunciar”, explica Jorge, ao Blog. A partida em questão foi a derrota para o então lanterna da Série A-2, o Rio Branco. “Tentei conduzir o clube de forma transparente, mas cansei. 

Há muita crítica injusta. Desse jeito, por causa dos interesses pessoais, vão acabar com a Portuguesa”, prevê o dirigente, que não pretende voltar tão cedo ao Canindé. “Preciso descansar, porque estou bastante cansado. Esgotado. Ficarei um tempo cuidando da minha vida.” Jorge admitiu que falhou ao montar o elenco que correu risco de cair para a Série A-3 até a última rodada. “Fica muito difícil montar um elenco sem receita. Todas as cotas estavam bloqueadas. 

Sem contar que o time foi bem nos jogos mais difíceis, mas perdeu pontos inexplicáveis no Canindé contra equipes da parte de baixo da tabela”, lamenta. De acordo com o ex-presidente, a dívida rubro-verde, hoje, é de R$ 80 milhões, com tributos, e R$ 50 milhões, com questões trabalhistas. “É a mesma que encontrei em 2015.”
Jorge NicolaResultado de imagem para YAHOO ESPORTE

Sem talento para virar jogador, entrei no futebol pelo jornalismo e, desde 2000, já estive em duas Copas, um Mundial Interclubes e sete finais de Libertadores. 
Ainda cobri todos os grandes times paulistas até 2011, quando passei a escrever uma coluna sobre bastidores no Diário de S. Paulo. 

Já a estreia na internet ocorreu 2013. Após oito milhões de acessos no IG, fui contratado pelo Yahoo em outubro passado.