Além do Juventude, Grêmio já foi eliminado outras três vezes na Arena


A eliminação para o Juventude neste domingo, na Arena, não é algo novo para a casa gremista. Antes da semifinal do Gauchão de 2016, o time já se despediu de competições outras três vezes desde que o estádio foi inaugurado, em dezembro de 2012. 

 A primeira ocorreu na temporada de estreia da Arena, em 2013. Em 6 de novembro daquele ano, os comandados de Renato Gaúcho empataram sem gols com o Atlético-PR e despediram-se da Copa do Brasil — na primeira partida, o Furacão havia vencido por 1 a 0 e, assim, garantiu o passaporte para enfrentar o Flamengo na final (os cariocas sagraram-se campeões).  Depois, foi a vez da Libertadores. Em 2014, em 30 de abril, o Grêmio, comandado por Enderson Moreira, caiu nas oitavas de final da Libertadores, em confronto com o San Lorenzo. No tempo normal, o Tricolor venceu por 1 a 0, com gol de Dudu. Nas penalidades, o time do Papa venceu por 4 a 2 (ao final, foi o campeão desse edição da competição continental). No ano passado, em 30 de setembro, o Fluminense tirou a vaga do time gaúcho e foi à semifinal na Copa do Brasil. 

Já comandados por Roger Machado, os gaúchos viram os cariocas saírem em vantagem, com gol de Fred. No segundo tempo, o Grêmio empatou com Bobô - não foi o suficiente, pois a partida de ida havia terminado em 0 a 0, no Rio de Janeiro. Ao final, o Palmeiras sagrou-se campeão. Vale lembrar, também, que um outro jogo ocorrido na Arena causou a eliminação do Grêmio em uma competição. Também no ano de 2014, além da Libertadores, o time saiu precocemente da Copa do Brasil. 
Isso porque, na partida entre o Tricolor e o Santos, pelas oitavas de final, o goleiro Aranha foi alvo de injúrias raciais por parte da torcida da casa, em jogo vencido por 2 a 0 pelo clube paulista. Posteriormente, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o clube foi punido e acabou deixando o torneio. 
  

*ZHESPORTESResultado de imagem para zero hora png

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"