Pular para o conteúdo principal

O futebol foi inventado na Inglaterra



Não foram os ingleses que inventaram o futebol. O que eles fizeram, quando criaram a primeira associação de clubes no século 19, foi organizar e inventar regras para um esporte que já era praticado desde a Antiguidade. Na China e no Japão, por exemplo, jogava-se algo parecido havia mais de 2 mil anos. Gregos antigos também batiam uma bolinha com os pés, assim como os romanos da época do império.

O mais remoto ancestral do futebol moderno no Oriente talvez seja o tsu chu, jogado na China pelo menos desde o século 3 a.C. Fazia parte do treinamento militar e tornou-se tão popular que até a realeza o apreciava. Registros históricos dão conta de que, na dinastia Han, o imperador Wudi (156 a.C. - 87 a.C.) ordenou a mudança de todos os melhores jogadores para a capital do império - só para que ele pudesse assistir a jogos de alto nível. Fica provado, portanto, que futebol é um fenômeno de audiência desde os seus primórdios.

Cerca de 500 ou 600 anos mais tarde, em território japonês, surgiria outra prática esportiva semelhante ao futebol atual. Era o kemari, um jogo disputado num campo redondo (leia mais no quadro ao lado). Há indícios de que, em algum momento da história antiga, um grupo de jogadores desse esporte foi à China para um desafio contra praticantes de tsu chu. De certo ponto de vista, esse até poderia ser considerado o primeiro jogo internacional de todos os tempos.


Gregos e romanos


No Ocidente, a forma mais primitiva de futebol que se conhece é o episkyros, praticado na Grécia a partir de 800 a.C. Ele não chegou a ficar tão popular quanto a maioria das modalidades "olímpicas" da época, como arremesso de disco ou corrida, mas tinha lá seus admiradores. Alguns séculos mais tarde, em 146 a.C., os romanos invadiram a Grécia, aprenderam o jogo e fizeram algumas adaptações, criando o harpastum. Nesse esporte, assim como no episkyros, podiam-se usar as mãos além dos pés - o que o aproxima bastante do rúgbi também. 

Talvez tenha sido desse jeito, pelos pés de soldados do Império Romano, que o futebol tenha chegado à Inglaterra, ainda nos primeiros anos da era cristã. Ou não! Alguns historiadores do esporte, sobretudo britânicos, defendem a tese de que a bola já rolava nos gramados da ilha antes mesmo de Roma enviar seus primeiros conquistadores. Seja como for, você pode ter certeza de uma coisa: o futebol, definitivamente, não é uma invenção dos ingleses. 


Esporte bretão? 

Que nada! Saiba onde, quando e como os ancestrais do futebol eram jogados 
1. EPISKYROSOnde - Grécia
Quando - Século 8 a.C.

Podia-se usar as mãos além dos pés. O campo era retangular, parecido com o do futebol moderno. E o número de jogares também era quase o mesmo de hoje: 12 para cada lado. A bola, porém, em nada lembrava as atuais - não passava de um saco de couro de cervo com 20 centímetros, cheio de serragem.


2. TSU CHUOnde - China
Quando - Século 3 a.C.

A bola, feita de couro e preenchida com pelos de animais, tinha de ser chutada num gol - duas traves de bambu separadas por 30 ou 40 centímetros e com até 9 metros de altura. Nesse jogo, não era permitido usar as mãos. Numa de suas modalidades, o atacante tinha literalmente de lutar com a defesa adversária para chegar lá.


3. HARPASTUMOnde - Império Romano
Quando - Século 1

Assim como o chinês tsu chu, era usado como exercício para os soldados do exército. Os jogadores podiam usar as mãos - sinal, para muitos historiadores do esporte, de que esse jogo é um ancestral tanto do futebol quanto do rúgbi. Disputado num campo retangular, o objetivo era chegar à linha de fundo adversária para marcar um ponto.


4. KEMARIOnde - Japão
Quando - Século 2

Era jogado num campo redondo - chamado kikutsubbo - e não havia gol. O objetivo dos boleiros (de 2 a 12) era apenas manter uma bola no ar o maior tempo possível, usando os pés ou qualquer outra parte do corpo que não fosse as mãos. A pelota era feita de couro de veado e geralmente preenchida com grãos de cevada.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.