Pular para o conteúdo principal

Não há prova de compra de voto para Copa de 2006, diz relatório encomendado por federação alemã


FRANKFURT (Reuters) - Não foram encontrados indícios de que houve compra de votos na concessão da Copa do Mundo de 2006 para a Alemanha, embora a acusação não possa ser descartada por completo, afirmou uma firma de advocacia nesta sexta-feira em um relatório encomendado pela Federação de Futebol Alemã.
"Não temos provas de compra de votos", disse Christian Duve, da Freshfields, em uma coletiva de imprensa.
Ele disse não poder descartá-la de todo, entretanto, porque sua firma não conseguiu conversar com todos os envolvidos, incluindo Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa que foi afastado do futebol em função de outro escândalo de corrupção no esporte.
O caso foi desencadeado por um pagamento suspeito de 6,7 milhões de euros da Federação de Futebol Alemã (DFB) à Fifa em 2005. A DFB afirmou ter se tratado da devolução de um empréstimo de Robert Louis-Dreyfus, ex-chefe da Adidas, enquanto a revista Der Spiegel disse que o montante foi supostamente usado para comprar votos.
Duve disse que o pagamento da DFB de fato foi transferido para a Fifa em 2005, mas que não foi usado na cerimônia de abertura, como indicado em documentos.
"(O valor) foi transferido imediatamente para uma conta de Louis-Dreyfus", disse Duve.
A fabricante de artigos esportivos Adidas, patrocinadora de longa data da DFB, disse não estar ciente de tal pagamento.
O relatório também identificou um pagamento do então chefe da organização da Copa de 2006, Franz Beckenbauer, por meio de um banco suíço para a empresa de andaimes Kemco no Qatar, cujo dono é Mohammed Bin Hammam, ex-dirigente da Fifa caído em desgraça por acusações de corrupção. 
 

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol e a salsicha

Dia destes numa fila qualquer ouví um dizer: "Perdí as esperanças no futebol depois da final da Copa da França em 1998. 
 Logo pensei : 

" Se Imaginássemos como são feitos o futebol e a salsicha jamais consumiriamos essas "guloseimas"

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

07/08/2016 22:05 A seleção brasileira masculina de hóquei sobre grama disputou o seu segundo compromisso no torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016 neste domingo, 8 de agosto, no Centro Olímpico de Hóquei, no Complexo de Deodoro. Ao enfrentar a forte Bélgica, a seleção brasileira foi derrotada pelo placar de 12 a 0. O Brasil passou a somar duas derrotas em duas partidas, já que perdeu na estreia para a Espanha por 5 a 0. Na próxima rodada, terça-feira, 9 de agosto, os brasileiros voltam a campo para encarar a Grã-Bretanha. Encarando um time muito competitivo, os atletas brasileiros conseguiram manter o jogo equilibrado até o fim do primeiro quarto – de um total de quatro quartos, de 15 minutos cada –, quando a Bélgica marcou seus dois primeiros gols. A partir daí, a equipe brasileira sucumbiu à superioridade belga, ameaçando o gol adversário apenas em lances esporádicos. Com o domínio absoluto da partida, a Bélgica foi ampliando até chegar ao placar final de 12 a 0. "Pela primeira vez …

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)