Kaká afirma que ainda pode ajudar muito a Seleção

Mesmo aos 33 anos, Kaká acredita ser peça importante na seleção brasilera. Após disputar três Copas do Mundo e vestir a amarelinha 91 vezes, e em entrevista à emissora britânica Sky Sports, o meia disse ver futuro na equipe canarinho. "Quando jogo pelo Brasil, é fantástico, mas agora estou em um momento diferente da minha carreira. Falei com Dunga, e lhe disse que se ele acreditar que posso ajudar o time, eu gostaria de ser chamado. Nós dois devemos ser sinceros", declarou Kaká. "Se for bom para mim, então perfeito, mas se não for eu direi sem problema algum. 

Aí seria o momento de deixar a seleção. Por enquanto, acho que posso ajudar muito", completou. Convocado para quatro jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo na Rússia, o melhor do mundo em 2007 entrou em campo em apenas uma partida - participou 15 minutos na vitória por 3 a 1 sobre a Venezuela, em 13 de outubro.

 O atleta, que atualmente veste a camisa do Orlando City, time da liga americana, espera que o clube se classifique para os playoffs na próxima temporada - o Orlando não chegou na fase mata-mata da competição Sobre atuar nos Estados Unidos, o meio-campista afirmou que consultou o ex-jogador do Los Angeles Galaxy, David Beckham, antes de tomar a decisão. 

Os dois atuaram juntos no Milan em 2009. "Foi uma grande decisão. Falei com alguns jogadores importantes que tinham jogado lá, mas minha pergunta para Beckham foi: 'Qual é a maior diferença que você encontrou quando chegou à MLS?. Ele me disse que o nível do futebol era o mais complicado. Quando você se acostuma a disputar a Liga dos Campeões, o nível é impressionante. Ele me falou que isso era o mais difícil quando se chega à MLS", revelou. 
Resultado de imagem para band

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"