Pular para o conteúdo principal

Bolzan mostra irritação com lance que ocasionou fratura de Bolaños: "Criminoso"



O presidente gremista Romildo Bolzan deu entrevista após o clássico Gre-Nal, que terminou empatado em 0 a 0, visivelmente irritado. Com um fato em especial: a lesão de Bolaños na mandíbula, que obrigou o equatoriano a ser encaminhado ao hospital no intervalo do clássico. — Esse lance nem sequer foi visto pelo árbitro, e depois, se examinarem, vocês vão ver o quão criminoso foi o lance. 

 A situação fez Bolzan retomar um assunto que foi bastante discutido às vésperas do Gre-Nal: a necessidade ou não de um árbitro de fora do Rio Grande do Sul. Para o presidente do Grêmio, seria importante trazer um árbitro de fora do Estado. — Por isso a gente questiona e quer árbitros de fora — disse, lembrando também um pênalti que deveria, em sua opinião, ter sido marcado em favor dos donos da casa. O fato de perder Bolaños por 30 dias levou o presidente também a fazer um apelo. 

Disse que o compromisso do torcedor se torna, a partir de agora, ainda maior. Mas lamentou: — (Bolaños é) Jogador essencial para a campanha do Grêmio. Qual foi a decisão do juiz em relação a esse lance? Nenhuma. É assim que se definem os jogos no Campeonato.

Fonte: Diário Gaúcho

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco