Apesar do superávit, presidente põe mais R$ 8,9 mi no Palmeiras em janeiro


Paulo Nobre tem mais de R$ 100 milhões a receber do Palmeiras (Gazeta Press)
Muitos membros do COF (Conselho de Orientação Fiscal) do Palmeiras imaginavam que o superávit registrado pelo clube em 2015 indicaria o fim dos empréstimos do presidente Paulo Nobre. Mas, logo no primeiro mês de 2016, a prática se repetiu.
De acordo com o balancete apresentado na segunda-feira, Nobre colocou mais R$ 8,9 milhões no caixa alviverde. A justificativa aos cofistas foi de que havia a necessidade do dinheiro em caixa para finalizar algumas das contratações de jogadores.
Os membros do COF, então, exigiram detalhadamente quanto custaram cada um dos oito reforços: Jean, Erik, Edu Dracena, Régis, Moisés, Rodrigo, Vagner e Roger Carvalho. O presidente alegou que não tinha os dados em mãos naquele momento.
A injeção de R$ 8,9 milhões do presidente permitiu ao Palmeiras fechar o mês de janeiro com superávit superior a R$ 3,5 milhões. A promessa é de que a nova bolada emprestada por Nobre seja devolvida ao longo deste ano e não entre na dívida anterior do clube com o dirigente, que está na casa dos R$ 100 milhões. 
O Verdão fechou o ano passado com superávit contábil de R$ 10,9 milhões.
Novo custo:
Paulo Nobre garantiu ao COF que o Palmeiras gasta R$ 8 milhões com o elenco por mês — o valor não inclui o custo com a comissão técnica. A folha era de R$ 6,9 milhões mensais no ano passado.
Pressão total:
Assim que terminou a reunião com Paulo Nobre para tratar sobre os gastos, oito membros do COF foram até o presidente para cobrar a demissão de Marcelo Oliveira. Nobre disse que o técnico será mantido.
Renovação:
O Palmeiras deu aumento salarial a Gabriel Jesus com o objetivo de valorizar o atacante e aumentar a sua multa contratual.  O jogador tem vínculo com o clube até 2019.
por Jorge Nicola
Resultado de imagem para yahoo esportes

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"