Pular para o conteúdo principal

Paraná supera retranca do Rio Branco, vence e assume liderança isolada do Paranaense


Com um bom público na Vila Capanema, o Paraná assumiu a liderança isolada do Paranaense ao vencer o Rio Branco por 2 a 0 neste domingo (14). O Tricolor é a única equipe do Estadual com 100% de aproveitamento, com quatro vitórias nos quatro jogos disputados.

 Pressionando desde o início do jogo, foi apenas no segundo tempo que o Tricolor conseguiu fazer o tento da vitória. Lúcio Flávio, aos 28 do segundo tempo, marcou o seu quinto gol no ano e garantiu a liderança ao Paraná e Robson, no último lance do jogo, deu números finais ao confronto.

 O público não chegou aos 10 mil torcedores que a diretoria tricolor sonhava. Foram 6.329 mil pagantes, e um total de 7.018 torcedores na Vila, com uma renda de R$ 133.345 mil. Na próxima rodada, o Paraná encara o Toledo, sábado (20), novamente na Vila Capanema, às 19h30. O Rio Branco tenta somar os seus primeiros pontos contra o Londrina, no Estádio do Café, também no sábado.
Resultado de imagem para gazeta do povo png

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.