Pular para o conteúdo principal

Copa Bridgestone Libertadores: Corinthians bate Cobresal de visita

O Corinthians do Brasil venceu 1-0 de visita ao chileno Cobresal nesta quarta-feira no estádio El Cobre de El Salvador (norte), num duelo que significou a estreia de ambos na Libertadores 2016 e que eleva o 'Timão' ao topo do Grupo 8.
Com um gol contra de Miguel Escalona, após um passe nos acréscimos (90+1), Corinthians cumpriu com a história num jogo simplório de escassas emoções.
Num acidentado encontro, que esteve suspenso no primeiro tempo por 16 minutos devido a um corte de eletricidade no estádio e teve ainda a saída por lesão de um par de jogadores, o gigante brasileiro deparou-se com um time que pressionou em todas as linhas ara minar as chances de seu rival.
Com o frio e à altura do deserto a favor, os locais estiveram perto de um empate mas o campeão do Brasileirão terminou com os três pontos e líder da série por cima do colombiano Santa Fe e do paraguaio Cerro Porteño, que terça empataram sem gols.
Texto e foto: AFP
Edição: conmebol.com
- See more at: http://www.conmebol.com/pt-br/20160218-0021/copa-bridgestone-libertadores-corinthians-bate-cobresal-de-visita#sthash.e32JfkbV.dpuf

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.