Pular para o conteúdo principal

Cianorte FC começa com vitória a Divisão de Acesso 2016

O Cianorte FC venceu seu primeiro jogo oficial na temporada. Na tarde deste sábado (27), no Estádio VGD, em Londrina, o Leão do Vale bateu a Portuguesa Londrinense por 1 a 0 e conquistou seus três primeiros pontos na divisão de acesso do Campeonato Paranaense 2016. O time cianortense teve total domínio da posse de bola e não passou grandes sustos durante a partida. 

O ponto mais importante foi: o time jogou como se deve jogar uma segunda divisão. Carrinho, marcação forte, força, garra, vibração e qualidade técnica. Mantendo esses ingredientes tenho certeza que o acesso virá. O gol da vitória foi marcado por Valdo Gigante, aos 22 minutos da etapa complementar. O "grandalhão" entrou no segundo tempo, mostrou presença de área e poder de decisão. O goleiro João Gabriel foi pouco exigido, mas quando acionado, mostrou tranquilidade e segurança. Os zagueiros Breno e Marcelo Felber foram simplesmente gigantes. 
Com o desfalque do lateral esquerdo Ganzer, o Willian Formiga preencheu bem e deu conta do recado, raçudo demais este menino. Jovany guerreiro como sempre. Sidnei é um segundo volante de muita qualidade, chega bem à frente. Irineu é o tipo de jogador que todo time precisa: experiente, cadencia o jogo, boa bola parada, enfim. Quanto ao setor de ataque, Eder Paulista e Xavier iniciaram a partida. Porém, não houve entendimento entre ambos.

 Turra mexeu, tirou Marlon, colocou Valdo Gigante centralizado, com Eder Paulista caindo pelo lado esquerdo e Xavier pelo lado direito. Ai sim! Referencia na frente e dois atletas de qualidade dando a dinâmica. Gostei! Não posso deixar de destacar a volta oficial do guerreiro Davi Junior aos gramados. Passou por uma lesão séria ano passado, mas a sua disciplina e vontade de vencer o fizeram voltar a jogar. Vai ajudar muito o Leão. Dispensa maiores comentários. 

A equipe comandada pelo técnico Paulo Turra teve a seguinte escalação na partida: João Gabriel, Jamesson, Breno, Marcelo Felber e Willian; Jovany, Sidnei (Davi), Irineu (Gustavo) e Marlon (Valdo Gigante); Eder Paulista e Xavier. Na próxima rodada, o Leão do Vale recebe o Prudentópolis. O jogo acontece no próximo domingo (06), as 15h30, no Albino Turbay.
Artigo : Martins Neto
Fotos :  Wellington Ferrugem 

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.