Vanderlei eterno ídolo do futebol profissional cianortense


Algo que ouvi do então saudoso Presidente do Cianorte FC João Vilela -popularmente chamado de João Bola -  foi a frase: "Ele conversava com o Bebeto treinador que passou pelo clube lá por 1999/2000 /2001"

disse João Bola "Você pode modificar a escalação , mas não toque no Vanderlei!"

Após 11 anos na elite do futebol paranaense, com dois títulos do interior e diversas boas campanhas, o Cianorte Futebol Clube foi rebaixado e  disputou a divisão de acesso em 2015. Um momento difícil para clube, mas que será superado com muito trabalho. O memorável jogo do acesso, que aconteceu em 2003, serve como um grande fator motivacional para o clube e seus torcedores. Naquela tarde de 7 de setembro de 2003, o Albino Turbay estava abarrotado.

O adversário era o Dois Vizinhos em um jogo “teste pra cardíaco”. O gol da vitória, por 1 x 0, aconteceu somente aos 48 minutos do segundo tempo, depois que o meia-atacante Barbieri cobrou uma falta de muito longe. O estádio foi ao delírio. Ali nascia o sonho de uma cidade. Na ocasião, se Barbieri não marcasse, a vaga seria da Adap, de Campo Mourão.

 O ex-goleiro Vanderlei também foi um dos heróis do acesso. Na época, com 35 anos e prestes a encerrar a carreira, suas defesas contribuíram muito com o sonho da volta de Cianorte à primeira divisão paranaense. Atualmente, Vanderlei Belarmino é preparador de goleiros do Coritiba.

Mesmo de longe, ele acompanha o CianorteFC através da imprensa esportiva. Com seu nome escrito na história do clube, Vanderlei fez questão de deixar um recado aos torcedores cianortenses. - Gostaria de dizer aos torcedores que, neste momento de tristeza, o que mais a cidade e o clube precisam é de apoio, acreditando numa reformulação confiável e honesta para o bem de todos.

Foi muito gratificante ajudar o clube a subir para a primeira divisão e fico na torcida pra que o Leão retorne logo. – afirmou Vanderlei.

Fonte: Por Luís Martins Neto/Assessoria de Imprensa

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"