Pular para o conteúdo principal

Sondado pelo Grêmio, meia argentino Alán Ruiz pode retornar a jogar pelo clube após um ano

Após deixar o Grêmio no final de 2014, o meia Alán Ruiz pode retornar ao clube. A diretoria tricolor estuda uma possível volta do jogador para suprir a carência de um “finalizador”, função vista pelo presidente Romildo Bolzan como essencial para a disputa da Copa Libertadores.

Alán Ruiz chegou a Porto Alegre em janeiro de 2014, emprestado pelo San Lorenzo, da Argentina. Não conseguiu se firmar como titular, mas a torcida aprovou seu estilo de jogo, e o meia se tornou um dos atletas mais queridos pelos tricolores nos últimos anos. No final da temporada, devido a uma política de corte de gastos, o Grêmio o devolveu ao clube de origem.

Então, em 2015, foi emprestado novamente, desta vez para o Cólon, também da Argentina. Lá, atuou em 16 partidas e, desempenhando a mesma função de Luan, marcou um gol e deu duas assistências no campeonato nacional.

Além das atuações, outro fator que tem chamado a atenção da diretoria gremista se relaciona ao extracampo. Alán Ruiz, de 22 anos, está com o peso sob controle e deu sinais de amadurecimento, se dedicando mais nos treinos.

O principal empecilho para a negociação se refere ao modelo de contrato. O San Lorenzo, que detém os direitos do meia, deseja vendê-lo, enquanto os brasileiros cogitam apenas o empréstimo.

No último domingo, Alán Ruiz, publicou, em suas redes sociais, que estava a caminho de Porto Alegre. Entretanto, sua viagem não estaria relacionada ao interesse do Grêmio.


CONTEÚDO SUPERESPORTES

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco