Pular para o conteúdo principal

Empolgada, torcida tricolor esgota camisas em homenagem a Lugano


O lote de 300 camisas em homenagem a Lugano ficou pequeno diante da empolgação do torcedor tricolor, que acabou rapidamente com a primeira leva colocada à venda pelo São Paulo. O sucesso foi tanto que o produto esgotou mais rápido do que outras coleções de sucesso que homenageavam outros ídolos, como Luis Fabiano, Muricy Ramalho e Rogério Ceni. 

A camisa traz uma imagem do jogador com o nariz sangrando, em referência a um momento marcante do uruguaio na primeira passagem pelo clube, quando fez questão de ficar em campo mesmo após ter fraturado o nariz no jogo contra o Guarani, pelo Campeonato Paulista de 2006. Além da figura do zagueiro, a camiseta traz ainda a palavra DIO5, usando o número 5, do jogador, para complementar a palavra "Dios" (Deus em espanhol). 

 Aos 35 anos, Lugano voltou ao clube bastante festejado pela torcida, que fez campanha para volta do zagueiro em momento que o clube está carente de ídolos após a aposentadoria de Rogério Ceni e a saída de Luis Fabiano para o futebol chinês.

camisa homenagem Lugano São Paulo (Foto: Divulgação)Camisa em homenagem ao jogador esgotou rapidamente, segundo o São Paulo (Foto: Divulgação)
Resultado de imagem para SPORTV

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.