Pular para o conteúdo principal

VIDEO :Após choro no vestiário, Santos volta calado e fecha treino depois do vice




O vestiário do Santos após a derrota para o Palmeiras que culminou no vice-campeonato da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, teve clima de velório. O abalo pelo resultado negativo que tira do Peixe a possibilidade de disputar a Libertadores de 2016 foi mais nítido em alguns jogadores do elenco. Segundo relatos ouvidos pelo L!, o zagueiro David Braz, substituído aos 28 minutos do primeiro tempo por lesão, era o mais transtornado.

Além dele, jogadores como Zeca e Lucas Lima foram outros que choraram muito após a perda. Em razão do vice-campeonato e das demonstrações de abalo, os jogadores do Santos decidiram não passar pela zona mista do Allianz Parque após o jogo. Em acordo com a organização do estádio, os santistas deixaram o local por uma saída alternativa, e só o volante Renato falou na saída de campo, valorizando a luta do Peixe "até o fim". Além do camisa 8, o técnico Dorival Júnior concedeu entrevista coletiva para explicar o resultado negativo após a equipe abrir vantagem de 1 a 0 na Vila Belmiro.

 O silêncio do Santos se manterá nesta quinta-feira, dia seguinte ao vice-campeonato. A reapresentação do elenco está marcada para 15h, no CT Rei Pelé, mas os portões serão fechados à imprensa e também não haverá entrevista coletiva. A rotina normal deve ser retomada na sexta, antevéspera da última rodada do Brasileirão. Em sexto lugar, e já sem ambições na tabela de classificação, sem possibilidade de alcançar o G4, o Santos cumpre tabela domingo, diante do Atlético-PR.

 Nas próximas semanas, o Santos deve se dedicar ao planejamento de 2016, em especial à discussão dos contratos de Werley, Chiquinho, Marquinhos Gabriel, Valencia, Leandro, Marquinhos, Neto Berola e Nílson. Entre os oito nomes, só Marquinhos Gabriel deve permanecer na próxima temporada.

                          CONTEÚDO LANCENET

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.