UOL : Africanos dominam a São Silvestre mais uma vez e aumentam jejum do Brasil

Mais uma vez os africanos foram o grande destaque da Corrida de São Silvestre e não deram chances aos brasileiros, aumentando ainda mais o jejum do país na tradicional prova de rua.
Na 91ª edição da prova, disputada na manhã desta quinta-feira, o triunfo na prova masculina ficou com Stanley Biwott, do Quênia. No feminino, o triunfo foi de Yimer Wude Ayalew , da Etiópia. Com isso, já se completam cinco edições sem vitórias do Brasil entre os homens e nove entre as mulheres.
A vitória de Ayalew, com o tempo de 54m01, foi a sua terceira na São Silvestre. Campeã do ano passado, ela também havia ficado com o primeiro lugar em 2008. A melhor brasileira na prova foi Sueli Pereira, que acabou na quarta colocação, com o tempo de 54m15. Logo na sequência, chegou Joziane Cardoso, com 54m22.

Apesar de não terem conseguido acabar com o jejum que dura desde 2006, as duas atletas do Brasil brigaram até o último quilômetro pela vitória e só ficaram para trás no fim da subida da Brigadeiro, ponto mais crítico da prova.

"A prova estava muito fraca no começo e tentei ir com as quenianas até o final. Nunca tinha subido no pódio da São Silvestre. Para mim foi muito emocionante. Quem sabe não consigo a vitória no ano que vem", disse à Rede Globo.
Conquistar o terceiro triunfo não foi fácil para Ayalew, que só conseguiu assumir a ponta nos últimos metros e chegou à frente da queniana Delvine Meringor com apenas dois segundos de vantagem.
A corrida masculina teve um fim para lá de acirrado, com indefinição também até os metros finais. Mas Stanley Biwott, campeão da Maratona de Nova York neste ano, só prevaleceu sobre o etíope Leul Aleme no sprint final. Ele completou os 15 quilômetros em 44m31, contra 44m34 do adversário.
O melhor brasileiro foi Giovani dos Santos, que acabou na quinta colocação ao cruzar a linha de chegada com a marca de 44m58.

"A emoção é muito grande, a São Silvestre é para poucos. Subir no pódio é bom, estou feliz com o que consegui", afirmou em entrevista à Rede Globo.

Protestos contra Dilma
Em um ano de muita instabilidade política e diversas manifestações pedindo a saída da presidente Dilma Rousseff, os participantes da São Silvestre também aproveitaram para protestar. Foram levadas bexigas a favor do impeachment, máscaras satíricas e até bonecos do ex-presidente Lula vestido de presidiário. Houve também manifestações contra a tragédia em Mariana (MG) e contra o aumento dos casos de dengue no país.
Confira o resultado final:

Masculino
1º- Stanley Biwott (QUE) - 44m31
2º - Leul Aleme (ETI) - 44m34
3º - Feyisa Gemechu (ETI) - 44m38
4º - Edwin Kipsang (QUE) - 44m41
5º-  Giovani dos Santos (BRA) - 44m58
Feminino
1º - Yimer Ayalew (ETI) - 54m01
2º - Delvine Meringor (QUE) - 54m03
3º - Failuna Matanga (TAN) - 54m11
4º - Sueli Pereira (BRA) - 54m15
5º - Joziane Cardoso (BRA) - 54m22
Resultado de imagem para uol logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"