Pular para o conteúdo principal

Santos é o primeiro time da história a ter artilheiros nos três torneios que disputou


O Santos carimbou mais uma vez a história do futebol brasileiro. Em 2015, o Alvinegro Praiano conquistou a artilharia nas três competições que disputou: o Paulistão Itaipava 2015 - Série A1, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, e se tornou o primeiro clube a conquistar o feito desde a existência da último. No estadual, o maior goleador foi Ricardo Oliveira, com 11 gols marcados. Na copa nacional, Gabriel foi quem mais balançou as redes, com oito tentos. Assim como no Paulista, Oliveira voltou a ser o goleador máximo na Série A do Brasileiro, balançando em 20 oportunidades as redes adversárias.


A marca poderia ter sido atingida pelo Santos há quatro anos. No nacional, o santista Borges marcou 23 vezes e assumiu o título de maior goleador. No estadual foi a vez de Elano que, com 11 tentos, ficou no lugar mais alto do pódio dos artilheiros. O Alvinegro Praiano disputou a Libertadores, ficando fora da Copa do Brasil naquela temporada e apesar do título não fez o marcador máximo da competição.

Artilheiro do ano
Ricardo Oliveira é o artilheiro de 2015 com 37 gols marcados
(Foto: Divulgação/SantossFC)
Além da artilharia no estadual e no nacional, Ricardo Oliveira é também o artilheiro de 2015 no país. Com 37 gols marcados, o camisa 9 do Santos levou o nome de goleador do ano. A última vez em que Oliveira balançou as redes foi na final da Copa do Brasil, diante do Palmeiras. O atacante fez o gol que deixou o time da Vila vivo na segunda partida decisiva que, após um 2 a 1, foi decidida nos pênaltis. Na ocasião, o Santos converteu três cobranças, diante quatro de seu adversário e acabou ficando com o vice-campeonato. 
Duas vezes goleador
Gabriel é o artilheiro da história do Santos na Copa do Brasil
com 15 gols marcados (Foto: Divulgação/SantosFC)
Artilheiro da Copa do Brasil em 2015, Gabriel alcançou um feito que só dois jogadores conseguiram até hoje: ser o goleador de duas edições seguidas da copa nacional. Antes do Menino da Vila, em 1991, Gerson, do Atlético Mineiro, foi o primeiro brasileiro a conquistar a marca ao fazer seis gols pelo time mineiro e nove pelo Internacional um ano depois. Além dele, o flamenguista Romário balançou as redes sete vezes em 98 e oito em 99. Em 2014, Gabriel dividiu a ponta da artilharia com Bill, do Ceará, e Leonardo, do Santa Cruz. Os três marcaram seis vezes ao longo da competição. Neste ano, o atacante santista tem oito gols na conta e é, agora, o terceiro brasileiro a conquistar a artilharia da Copa do Brasil por dois anos consecutivos. Além disso, Gabriel é o artilheiro da história do Santos na Copa do Brasil, com 15 gols.
Resultado de imagem para federação paulista de futebol

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco