Justiça determina que estado repasse R$ 15,6 milhões à prefeitura de Curitiba no acordo tripartite da Arena

Justiça determinou que o governo do Paraná repasse à prefeitura de Curitiba R$ 15,6 milhões, valor pendente do convênio entre o poder público e o Atlético para a Copa do Mundo. Segundo a determinação, o repasse deve ser feito em dez dias, sob pena de multa diária de R$ 20 mil.
A decisão em caráter liminar foi assinada em 18 de dezembro, pelo juiz Fernando Andreoni Vasconcellos, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba. O governo do estado recorreu e a sentença foi confirmada no último dia 23 pela juíza Ana Paula Kaled Accioly Rodrigues da Costa, da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná.
Os R$ 15,6 milhões integram os R$ 61,5 milhões da parte do estado no acordo tripartite firmado para a reforma da Arena da Baixada. Atlético e prefeitura também se responsabilizaram por R$ 61,5 milhões cada um, conforme a previsão inicial do orçamento, de R$ 184,6 milhões.
A parcela do estado deveria ser repassada à prefeitura para obras relacionadas ao evento de junho de 2014. Por sua vez, a prefeitura repassaria em títulos de potencial construtivo R$ 128 milhões (soma da parte de prefeitura e governo, mais a valorização dos papéis imobiliários) para a construção da casa atleticana.

Barganha

A dívida de R$ 15,6 milhões vinha servindo como “barganha” do governo para convencer a prefeitura a aumentar a cota de cada participante do convênio da Copa, contemplando o orçamento final do Joaquim Américo, de R$ 346,2 milhões. Caso o município topasse, o estado pagaria o débito até o final do primeiro semestre de 2016.
Entretanto, o prefeito Gustavo Fruet rechaçou a proposta de emitir mais potencial construtivo. “Eu tenho uma responsabilidade que alguns atores nesse processo não têm. Tenho obrigação com o dinheiro público. Da minha parte, tenho agido com toda a honestidade e cumprido o que assino”, declarou Fruet, na oportunidade.
Para pressionar o prefeito, a diretoria do Atlético chegou a colocar uma faixa com a frase “Fruet não fuja da responsabilidade -- cumpra o acordo tripartite” na Arena, no jogo com o Corinthians, em outubro.
A reportagem está tentando contato a assessoria do governo do Paraná, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.
Resultado de imagem para gazeta do povo
                                             CONTEÚDO: GAZETA DO POVO

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"