GOAL : Libertadores: Grêmio e Palmeiras devem sofrer, Atlético-MG e Corinthians são favoritos e São Paulo com ‘sorte’



23/12/2015 00:52:48 

Confira uma análise sobre os grupos da edição 2016 da Libertadores da América 

 O sorteio dos grupos da Copa Libertadores foi realizado na noite da última terça-feira, e os times brasileiros não terão vida fácil. Palmeiras e Grêmio, por exemplo, caíram nas chaves mais complicadas do principal torneio de clubes sul-americanos. 

Caso avance na primeira fase classificatória, o São Paulo entra no Grupo 1, encabeçado pelo atual campeão River Plate. Palmeiras vai enfrentar camisas pesadas, como o Nacional (Uruguai), Rosário Central (Argentina) e o vencedor entre Universidade de Chile e River Plate do Uruguai. 


 Cabeça de chave, o Atlético-MG está no Grupo 5, junto de Colo-Colo (Chile), Melgar (Peru) e o vencedor de Independiente del Valle (Equador) e Guaraní (Paraguai). O Grêmio vai enfrentar San Lorenzo (Argentina), LDU de Quito (Equador) e Toluca (México). Já o Corinthians está ao lado de Cerro Porteño (Paraguai), Cobresal (Chile) e o vencedor de Independiente Santa Fé (Colômbia) e Oriente Petrolero (Bolívia).

Grupo 1: River Plate, The Strongest, Trujillanos, São Paulo ou César Vallejo 

Grande favorito: River Plate 
O River Plate briga para manter o troféu (Foto: JUAN MABROMATA/AFP/Getty Images)
Detentor do troféu, pode-se dizer que o gigante do Monumental de Nuñez é o grande favorito a avançar. A equipe comandada por Marcelo Gallardo tem um time entrosado, apesar da saída de alguns nomes importantes, e sabe jogar a competição e tem a chamada ‘camisa pesada’.
Edgardo Bauza, o novo comandante são-paulino (Foto: ALEJANDRO PAGNI/AFP/Getty Images)
Outro que aparece com força é o São Paulo. Mas para fazer parte do grupo, o Tricolor Paulista precisa vencer os peruanos do Cesar Vallejo, semifinalista na última edição do campeonato nacional do país. Considerando time e história, o time do Morumbi é favorito a passar e desempenhar um bom papel na chave.
The Strongest é quem pode roubar pontos importantes dos gigantes, principalmente com os jogos na altitude, enquanto o Trujillanos não promete oferecer grandes complicações.

 Grupo 2: Palmeiras, Nacional, Rosário Central, U. de Chile ou River Plate-URU 

Grandes favoritos: Palmeiras, Nacional e Rosário Central
A tarefa do Alviverde não é nada fácil, afinal de contas vai jogar contra o Nacional, campeão uruguaio. Além disso, também tem o Rosário Central, vice-campeão da Copa da Argentina.
Marcelo Oliveira vai ter trabalho no Grupo 2 (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
O grupo pode ficar ainda mais difícil se o Universidad de Chile passar pelo River Plate do Uruguai. Time por time, o Palmeiras tem condições de avançar, mas a verdade é que o grupo é muito equilibrado e conta com times experientes.

 Grupo 3: Boca Jrs, Bolívar, Deportivo Cali, Racing ou Puebla 

Grande favorito: Boca Juniors
Com Tevez, o Boca vem forte em 2016 (Foto: Télam)
O time de Carlos Tévez e Lodeiro terá grandes dificuldades graças à punição imposta pela Conmebol por causa dos acontecimentos na última edição do torneio, que culminou na eliminação diante do River Plate: serão quatro jogos com portões fechados.
Além disso, o atual campeão argentino e da Copa da Argentina, terá uma dificuldade maior com o vencedor do confronto entre velho conhecido Racing e Puebla, do México. Bolívar e Deportivo Cali correm por fora.

 Grupo 4: Peñarol, Atlético Nacional, Sporting Cristal, Huracán ou Caracas 

Grande favorito: Peñarol e Atlético Nacional
Forlán, esperança para o Peñarol (MIGUEL ROJO/AFP/Getty Images)
Os atuais vice-campeões uruguaios contam com o peso de uma das camisas mais vitoriosas do continente. Apenas isso não basta, mas o time do professor Pablo Bengoechea vai fazer jogos equilibrados com Sporting Cristal, vice-campeão peruano.
Campeão do Torneio Finalizacion da Colômbia, o Atlético Nacional é outra potência do grupo, que ainda pode receber Huracán, da Argentina, ou Caracas, da Venezuela;

 Grupo 5: Atlético-MG, Colo Colo, Melgar, Independiente Del Valle ou Guaraní 

Grande favorito: Atlético-MG
Lucas Pratto é a esperança de gols do Galo (Foto: Bruno Cantini)
O principal adversário do Galo deverá ser o Colo Colo, campeão do Torneo Apertura do Chile. Mas é bom ficar de olho, já que Independiente Del Valle e Guaraní disputam um lugar na chave. Apesar de terem elencos modificados em relação aos que levaram problemas a Botafogo (em 2014) e Corinthians (2015), os postulantes a um lugar no Grupo 5 têm histórico para deixar o alerta ligado. O Melgar, da Venezuela, é o ponto fraco.

 Grupo 6: San Lorenzo, Grêmio, LDU, Toluca 

Grandes favoritos: Grêmio e San Lorenzo
O Grêmio ficou com o chamado 'grupo da morte" (Foto: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA)
Outro brasileiro que terá vida complicada é o Grêmio, que ficou no que muitos consideraram o "grupo da morte". O Tricolor Gaúcho volta a encontrar o San Lorenzo, que o eliminou em 2014, e o time do Papa Francisco é um dos principais postulantes para avançar. Além disso, LDU de Quito e Toluca, do México, prometem jogos bem complicados para os homens de Roger Machado.

 Grupo 7: Olímpia, Emelec, Deportivo Táchira, Pumas 

Grande favorito: Olímpia
O Decano, campeão do Clausura nacional, é a camisa mais pesada da chave. Quem tem boas chances é o Pumas do México. Outros na briga são Emelec, vice-campeão equatoriano, e o Deportivo Táchira, campeão venezuelano.

 Grupo 8: Corinthians, Cerro Porteño, Cobresal, I.Santa Fé ou Oriente Petrolero 

Grande favorito: Corinthians
O campeão brasileiro teve 'sorte' no sorteio... mas passado recente já dá o alerta (Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images Sport)
A equipe de Tite teve sorte no sorteio, mas a experiência do último ano mostra que na Libertadores não tem jogo ganho. O Grupo 8 tem as suas semelhanças com o 1, isso porque outra equipe que pode complicar vai disputar a primeira fase da Libertadores: o Independiente Santa Fé, campeão da Sul-Americana. Os colombianos precisarão bater o Oriente Petrolero, da Bolívia.
Outro clube que não vai vender fácil seus pontos é o tradicional Cerro Portenho, atual campeão do Torneo Apertura do Paraguai. O azarão é o Cobresal, campeão do Clausura no Chile.
Resultado de imagem para GOAL LOGO

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"