Pular para o conteúdo principal

Geradora de energia Aggreko se retira de licitação para Jogos Rio 2016

                       
               
Por Stephen Eisenhammer
RIO DE JANEIRO (Reuters) - A geradora de energia para grandes eventos Aggreko se retirou da licitação de fornecimento para a Olimpíada do Rio de Janeiro no próximo ano, disse nesta segunda-feira à Reuters o Comitê Rio 2016, em um duro golpe aos organizadores à medida que correm contra o tempo para garantir eletricidade para o maior evento esportivo do mundo.
O contrato para fornecimento de energia temporária é parte vital das preparações olímpicas, com a obrigação de garantir fornecimento estável e seguro para emissoras internacionais e as cerimônias de abertura e encerramento, além da energia de reserva para os locais de competição.
A saída da empresa mais experiente no setor de uma licitação tão importante é motivo de preocupação para os organizadores da Olimpíada, que estão sob grande pressão para cortar gastos, à medida que o país enfrenta um cenário de recessão. O governo já alertou que não tem dinheiro para cobrir qualquer excesso de custos.
A Aggreko já atuou em nove edições dos Jogos Olímpicos e em seis Copas do Mundo, incluindo a Olimpíada de 2012 em Londres e a Copa de 2014 no Brasil.
A empresa disse em nota que não comentaria sobre a desistência, uma vez que o processo de licitação ainda está em andamento.
O diretor de comunicação do Comitê Rio 2016, Mario Andrada, disse à Reuters que estava tranquilo com as companhias que ainda participam da licitação, cujo vencedor será apresentado ao Conselho para aprovação na terça-feira.
Duas outras fontes com conhecimento da licitação disseram duvidar que qualquer outra geradora de energia para grandes eventos tenha capacidade dentro do Brasil e experiência olímpica para cumprir totalmente as necessidades do contrato. É provável que quem ganhe a licitação tenha de alugar geradores da Aggreko, disseram.
Não se sabe o motivo para a Aggreko ter se retirado da licitação, mas as fontes disseram acreditar que a empresa sediada em Glasgow estava cansada das longas negociações, que ocorrem há dois anos, assim com as mudanças constantes na licitação e em quem vai pagar pelo contrato - o governo ou o comitê organizador.
Os organizadores estão com o tempo curto. Para os Jogos de Londres 2012, o vencedor do contrato de energia foi anunciado 20 meses antes do início dos Jogos, enquanto faltam oito meses para o início da Olimpíada do Rio, de 5 a 21 de agosto.
Em 2012, a Aggreko providenciou 550 conjuntos de geradores para Londres, assim como 1.500 quilômetros de cabos e 5.500 painéis de distribuição, em 39 locais.
Reuters Brasil
 

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.