Pular para o conteúdo principal

Especial Ceni: quem são os herdeiros de Rogério

Denis deve assumir o gol em definitivo a partir de 2016
Rogério Ceni despediu se do gol do tricolor do Morumbi, e pela primeira vez desde 1985 o São Paulo não terá um dono absoluto da meta, que antes do atual titular foi dominada por Gilmar Rinaldi e Zetti. 


O provável substituto será Denis, desde 2009 no clube, reserva de Ceni que mais atuou no período, com 95 partidas.Sem contar com a confiança de parte da torcida, Denis é contestado e por isso muito se discute quem deve ser o titular do clube, que ainda conta com Renan Ribeiro e Léo no elenco. Ainda, existem os que defendem que o São Paulo deva ir ao mercado em busca de um substituto à altura das tradições do gol da equipe. 

 Denis chegou ao clube contratado junto à Ponte Preta, em 2009. Na época, era um jovem de 22 anos e estava na reserva da equipe campineira, que contava com Aranha. Era uma aposta para o futuro, justamente pensando em uma possível aposentadoria de Rogério. 

E sua estreia foi justamente em uma fogueira. Apresentado no clube no dia 22 de janeiro de 2009, o goleiro viu o reserva imediato Bosco se machucar em um treino no dia seguinte, sendo obrigado a ir ao banco de reservas já no domingo seguinte, contra a Portuguesa, no Canindé. Durante a partida, o titular se machucou e Denis, com apenas quatro dias de clube, entrou em campo e segurou a vitória tricolor por 2 a 0.
Resultado de imagem para ig

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.