Pular para o conteúdo principal

"Dói muito porque a expectativa era muito grande", diz técnico do handebol

O dinamarquês Morten Soubak sofreu junto com suas jogadoras ao ver a seleção brasileira eliminada já pelas oitavas de final do Mundial contra a Romênia. Equipe sonhava com o bicampeonato no torneio

Romênia derrota o Brasil pelas oitavas do Mundial feminino de handebol
Wander Roberto/Inovafoto
Romênia derrota o Brasil pelas oitavas do Mundial feminino de handebol

O dinamarquês Morten Soubak está intimamente ligado à ascensão da seleção brasileira feminina de handebol. Por ser estrangeiro, de um país nórdico, e ser o mentor da transformação pela qual a equipe nacional passou nos últimos anos, muitos podem, à distância, pressupor um coração frio, uma cabeça calculista para o profissional.
Mas, neste domingo, com a queda do Brasil já pelas oitavas de final do Mundial, vendo o sonho do bicampeonato acabar muito cedo, Soubak também sofreu com suas atletas. Muitas delas deixaram a quadra em Kolding chorando, depois de derrota para a Romênia por 25 a 22. 
"Está doendo muito porque as expectativas dentro da equipe eram muito grandes. Sabemos que somos capazes de chegar longe porque já mostramos, sofremos, brigamos e treinamos. Fizemos todo o possível para chegar lá. Elas fizeram um grande trabalho para chegar aqui e estarem prontas e nós vamos continuar com o nosso trabalho para 2016", disse o treinador. 
Resultado de imagem para ig

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.