Pular para o conteúdo principal

Dida revela que não seguirá caminho de Ceni e continuará na ativa em 2016



Terceiro goleiro do Internacional na temporada 2015, o experiente goleiro Dida revelou na partida beneficente promovida pelo Graacc na última quinta-feira (10), no Estádio do Pacaembu, que apesar dos seus 42 anos, ele não pretende seguir o mesmo caminho de Rogério Ceni, agora aposentado, e quer continuar na ativa para 2016. O seu destino, no entanto, ainda é uma incógnita.
— Quero continuar jogando. Está terminando o meu contrato, mas espero achar uma equipe para jogar em alto nível. Agora quero curtir minhas férias e ano que vem pegar firme de novo.
Preterido pelo jovem Alisson e também por Muriel, Dida revelou não ter mágoa de esquentar o banco no Colorado gaúcho e enalteceu a qualidade dos companheiros.
— Desde que eu cheguei eu sabia da qualidade do Alisson. A aposta que fizeram em cima dele deu um retorno muito grande. Eu estava fazendo a minha parte, sou um funcionário do clube e tenho que me dedicar sempre e tentar conseguir a minha vaga, mas não deu. Agora é pensar no futuro para o ano que vem.
Titular do Brasil na Copa do Mundo de 2006 e reserva na de 2002, Dida tem experiência de sobra quando o assunto é seleção brasileira.
Ainda na partida beneficente do Graac, Dida comentou sobre a titularidade de Alisson, companheiro de equipe no Inter, na seleção brasileira comandada pelo técnico Dunga.  
Resultado de imagem para r7

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.