Pular para o conteúdo principal

Assassinado ex capitão da seleção de futebol de El Salvador

De acordo com o site Expresso o ex capitão da seleção de futebol de El Salvador Alfredo Pacheco foi assassinado por homens armados que o alvejaram ao início de domingo, quando se encontrava numa estação de combustível na cidade de Santa Ana, 76 quilometros a oeste da capital do pequeno país da América Central. 

Os atacantes chegaram num veículo e abriram fogo, matando Pacheco e ferindo dois amigos que se encontravam com ele. A polícia está a investigar o motivo do ataque, que ocorre num país com cerca de 30 assassínios por dia, 80% dos quais relacionados com disputas entre gangues. 

 Entre 2005 e 2013, Pacheco integrou a seleção do seu país por 85 vezes, tendo chegado a capitão. Em 2013 foi considerado culpado, conjuntamente com outros 13 jogadores que alinharam pela seleção, de ter recebido subornos para perder jogos. A Federação de Futebol Salvadorenha baniu os jogadores vitaliciamente, numa decisão que foi ratificada pela FIFA.
Resultado de imagem para expresso portugal logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.