Tite descarta deixar Corinthians para assumir a seleção: 'Hoje, não largo para nada'



Ainda havia resquícios da passagem da seleção brasileira pelo CT Joaquim Grava na manhã desta quarta-feira. Muitos dos adesivos azuis com o logotipo da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) usados como decoração estavam nas lixeiras do local. Dentro de campo, no entanto, o técnico Tite não queria pensar em nada que não fosse o Corinthians e a iminência de conquistar o Campeonato Brasileiro.
"Estou muito feliz no Corinthians", avisou Tite, logo na primeira resposta da entrevista coletiva que concedeu, sobre a possibilidade de substituir Dunga na seleção.
"O meu momento aqui é extraordinário e estou à mercê de uma conquista extraordinária. Não tem nada maior do que isso. Hoje, não largo para nada. Tenho três anos e contrato com o Corinthians e um trabalho extraordinário a fazer", acrescentou.
Assumir o comando da seleção é um sonho que Tite também já considerou extraordinário. Com a esperança de ser o escolhido para suceder Luiz Felipe Scolari após o fiasco da última Copa do Mundo, ele viajou e fez cursos para se aprimorar como profissional. Acabou preterido por Dunga e agora diz que a sua chance já se foi e só voltará depois do Mundial de 2018.
Se Tite ficou distante da seleção, o time nacional ficou mais próximo do Corinthians. Com quatro convocados da equipe do Parque São Jorge - o goleiro Cássio, o zagueiro Gil, o volante Elias e o meia Renato Augusto -, Dunga levou a sua equipe para treinar no CT Joaquim Grava nos últimos dois dias e no estádio de Itaquera na manhã desta quarta-feira, antes da viagem para Buenos Aires, local do clássico de quinta-feira com a Argentina.
"Eu estava em Caxias do Sul e em Porto Alegre nesse tempo, vendo a minha filha e a minha mãe. Mas espero que a seleção tenha tirado um bom proveito", comentou Tite, que negou sentir ciúmes da estrutura do Corinthians. "Deixar de emprestar todo o nosso aparato seria egoísmo do clube e meu", sorriu.
E, para demonstrar que está concentrado apenas no Corinthians, Tite falou sobre como gostaria que a seleção brasileira fosse convocada para as eliminatórias para a Copa do Mundo. "Não levaria nenhum jogador daqui. Sou egoísta, quero tudo para mim", sorriu a sombra de Dunga. "É brincadeira."
ESPN

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"