Sport impõe primeira derrota ao Corinthians após hexacampeonato


Hexacampeão brasileiro com boa antecedência, o Corinthians visitou o Sport, na tarde de domingo, com um time recheado de reservas. Diferentemente do que aconteceu no massacre sobre o São Paulo, não foi suficiente, e a formação rubro-negra triunfou por 2 a 0 na Arena Pernambuco.
Demonstrando um ímpeto maior desde o apito inicial, a equipe dirigida por Paulo Roberto Falcão encaminhou ao triunfo com um gol de cabeça de Matheus Ferraz, aos 23 minutos do primeiro tempo. A superioridade dos anfitriões na maior parte do jogo foi coroada por André, em tento irregular já nos acréscimos da etapa final.
A partida poderia ter sido mais complicada para o Sport com um rigor maior do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, que optou por não expulsar Marlone e Rithely. As faltas duras foram uma das armas para frear o vencedor do Campeonato Brasileiro, que não viveu jornada de grande inspiração.
O resultado não diminuiu a vantagem do Corinthians na liderança, mantida em impressionantes 14 pontos a uma rodada do fim da competição. O time de Pernambuco, já sem chances de classificação à Copa Libertadores, subiu ao sexto lugar e ainda pode buscar o quinto posto na tabela.
Superioridade rubro-negra
Os donos da casa começaram a partida mais ligados. Eles marcavam a saída de um Corinthians, que, sem o entrosamento do time titular, tinha dificuldade para superar o aperto. Foi assim a primeira chance, em bola roubada no campo de ataque e chutada com muito perigo por Diego Souza.
Pressionando tanto a arbitragem quanto o rival, o Sport conseguiu uma série de escanteios e chegou ao gol em um deles, aos 23 minutos. Renê recebeu atrás, cruzou e pegou a defesa saindo. Matheus Ferraz entrou livre, em posição legal, e cabeceou no canto direito.
Já na parte final do primeiro tempo, o Corinthians passou a ficar mais com a bola e trabalhá-la com Jadson. A equipe se viu prejudicada várias vezes por Ricardo Marques Ribeiro, que preferiu não usar o cartão vermelho em entrada voadora de Marlone – que havia acabado de ser poupado do amarelo em tentativa de cavar pênalti.
Os visitantes não conseguiram carregar o bom momento para a etapa final. Rithely, outro que colecionou faltas duras e escapou de ser expulso, foi substituído aos cinco minutos. Mesmo sem ele, os anfitriões se mostrou mais perigoso. André perdeu dentro da pequena área. Marlone acertou a trave.
Danilo e Malcom foram as opções de Tite para buscar o empate em Pernambuco. Mais tarde, o centroavante Lincom foi acionado. Danilo chegou a ter boa oportunidade de cabeça, mas foi o Sport quem chegou à rede. Aos 45 minutos, Marlone recebeu na esquerda em posição de impedimento e cruzou para André marcar.
Resultado de imagem para gazeta esportiva logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"