Pular para o conteúdo principal

Neymar e mais 3 brasileiros são finalistas para seleção da Uefa

Da Redação | esportes@band.com.br
A Uefa divulgou nesta terça-feira a lista com os 40 jogadores que podem fazer parte da seleção do ano para a entidade. Entre os indicados estão apenas quatro brasileiros: os zagueiros David Luiz e Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, e o lateral Daniel Alves e o atacante Neymar, ambos do Barcelona.

Com oito jogadores, o Barcelona é o time com mais representantes na lista. O atual vencedor da Liga dos Campeões, do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei emplacou Messi, Suárez, Piqué, Mascherano, Iniesta e Rakitic, além de Dani Alves e Neymar.

O Brasil é o segundo país com mais representantes na lista, ao lado de Espanha e Alemanha, com quatro nomes cada. Com cinco nomes, a Itália está na frente dos demais. A Uefa selecionou: o goleiro Buffon, os defensores Bonucci e Chiellini e os meio-campistas Marchisio e Verratti. Destes, apenas o último na joga na Juventus, e sim no Paris Saint-Germain.

Os torcedores escolherão a equipe ideal de 2015 na Europa. A eleição acontece no site oficial da entidade.

Confira a lista completa:

Goleiros: Boyko (Dnipro), Buffon (Juventus), Hart (Manchester City) e Neuer (Bayern de Munique).

Defensores: Daniel Alves, Mascherano e Piqué (Barcelona); Bonucci e Chiellini (Juventus); Alaba e Boateng (Bayern de Munique), David Luiz e Thiago Silva (PSG), Sergio Ramos (Real Madrid), Godín (Atlético de Madri) e Ricardo Rodríguez (Wolfsburg).

Meio-campistas: Iniesta e Rakitic (Barcelona), Marchisio e Pogba (Juventus), Krychowiak e Konoplyanka (Sevilla), Vidal (Bayern de Munique), Hazard (Chelsea), James Rodríguez (Real Madrid), De Bruyne (Manchester City), Verrati (PSG) e Çalhanoglu (Bayer Leverkusen).

Atacantes: Messi, Neymar e Suárez (Barcelona), Bale e Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Morata (Juventus), Lewandowski e Müller (Bayern de Munique), Ibrahimovic (PSG), Agüero (Manchester City), Alexis Sánchez (Arsenal) e Griezmann (Atlético de Madri).
Resultado de imagem para band

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.