Midia peruana pôe derrota na conta de Ricardo Gareca



A seleção peruana deixou aflorar todos os seus erros na Arena Fonte Nova, em Salvador, em sua pior partida nas Eliminatórias de 2018, e caiu sem atenuantes (0x3) diante de um Brasil  que não teve a sua estrela Neymar em noite muito inspirada. Mas contou com outros jogadores de alta capacidade para provocar danos à equipe de Ricardo Gareca, que termina o ano na penúltima colocação na classificação.
 Apesar de mostrar um jogo dinâmico nos primeiros minutos e passarem a ilusão de que poderiam enfrentar o Brasil de igual para igual, os peruanos foram se diluindo com o passar do tempo. O artilheiro Paolo Guerrero parecia completamente  sem bússola dentro de campo. A defesa, por sua vez, deu muitas "licenças" para Douglas Costa e William se transformassem nas grandes figuras do espetáculo.
 Ricardo Gareca mexeu no intervalo, mas não obteve êxito porque a sua equipe jamais reagiu, muito pelo contrário. Àquela altura o Brasil já se sentia dono da situação e sentenciou a derrota da "alvirrubra" com gols de Renato Augusto e Filipe Luis.
 Quedam-se mais dúvidas do que certezas a respeito da seleção do Peru. É certo que faltam quatro meses para o próximo jogo, que será contra a Venezuela, mas o técnico Ricardo Gareca tem a obrigação de reconhecer que a maioria dos erros de sua equipe é decorrência de decisões equivocadas, de apostar em determinados jogadores que não têm condições de jogar na seleção peruana.
 A ilusão de conseguir a classificação para a Copa da Rússia-18 segue vigente, mas a realidade parece que vai fazendo esse sonho desmoronar.
 Texto publicado hoje no jornal El Peruano

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"