Pular para o conteúdo principal

Massa compara automobilismo com futebol e pede mudanças

Da Redação, com Rádio Bandeirantes | esportes@band.com.br
No Brasil para a disputa da penúltima etapa da temporada 2015 da Fórmula 1, no Autódromo de Interlagos, Felipe Massa pediu mudanças no automobilismo brasileiro ao fazer uma relação com o futebol.
Massa venceu dois GPs do Brasil - Paulo Whitaker/Reuters

“O Brasil precisa de mudança, não só no futebol, talvez no futebol até um pouco menos do que nos outros esportes, como no automobilismo, que está em um momento muito triste aqui no Brasil. Tem muito que fazer para reestruturar e para a gente voltar a ser aquilo que sempre foi”, disse em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

O piloto da Williams aproveitou a quinta-feira de jogo entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa de 2018, para dizer que Dunga não seria o seu técnico.

“Eu acho que, pelo menos na minha experiência, que não é muito forte no futebol. Quem sou eu para dizer alguma coisa? Mas se eu tivesse que escolher, eu não ia por o Dunga, pelo passado que a gente teve com ele”, completou.

Sobre a corrida, Massa disse que sonha em subir ao pódio mais uma vez e dar um presente à torcida brasileira no domingo. Ele chega a Interlagos prometendo lutar de todas as formas para voltar a fazer história em Interlagos.

“A gente tem que tentar fazer uma corrida maravilhosa aqui, como eu fiz muitas vezes. A cada ano que venho aqui, tenho mais vontade de subir no pódio e de tentar vencer a corrida. A realização de um sonho para mim foi ter vencido aqui. Ganhar a terceira vez aqui é mais do que a realização de um sonho, é tudo que eu vou tentar, até encerrar a minha carreira na Fórmula 1”, concluiu.

Na pista de Interlagos, Felipe Massa conquistou duas vitórias, em 2006 e 2008, quando ainda corria pela Ferrari, além de outros três pódios, segundo colocado, em 2007, e terceiro em, 2012 e em 2014.
Resultado de imagem para band

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol e a salsicha

Dia destes numa fila qualquer ouví um dizer: "Perdí as esperanças no futebol depois da final da Copa da França em 1998. 
 Logo pensei : 

" Se Imaginássemos como são feitos o futebol e a salsicha jamais consumiriamos essas "guloseimas"

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

07/08/2016 22:05 A seleção brasileira masculina de hóquei sobre grama disputou o seu segundo compromisso no torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016 neste domingo, 8 de agosto, no Centro Olímpico de Hóquei, no Complexo de Deodoro. Ao enfrentar a forte Bélgica, a seleção brasileira foi derrotada pelo placar de 12 a 0. O Brasil passou a somar duas derrotas em duas partidas, já que perdeu na estreia para a Espanha por 5 a 0. Na próxima rodada, terça-feira, 9 de agosto, os brasileiros voltam a campo para encarar a Grã-Bretanha. Encarando um time muito competitivo, os atletas brasileiros conseguiram manter o jogo equilibrado até o fim do primeiro quarto – de um total de quatro quartos, de 15 minutos cada –, quando a Bélgica marcou seus dois primeiros gols. A partir daí, a equipe brasileira sucumbiu à superioridade belga, ameaçando o gol adversário apenas em lances esporádicos. Com o domínio absoluto da partida, a Bélgica foi ampliando até chegar ao placar final de 12 a 0. "Pela primeira vez …

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)