Ginásio da Kennedy é penhorado para pagar dívida do Paraná com Ricardo Pinto

O terreno em que está construído o ginásio de esportes da sede social da Kennedy foi indicado para penhora por causa da dívida que o Paraná mantém com o ex-treinador Ricardo Pinto, que comandou o clube em 2011.No dia 6 de novembro, o oficial de Justiça da 19.ª Vara de Trabalho de Curitiba cumpriu o mandado extraído dos autos do processo de Ricardo Pinto e executou o pedido de penhora junto ao presidente do clube, Luiz Carlos Casagrande, o Casinha. 

O clube recebeu um prazo para tentar embargar a ação de penhora. O documento de certidão da penhora ainda esclarece que a Justiça levou em conta somente o terreno do ginásio de esportes pois essa é a única construção averbada da sede social. Esclarece também que a a Justiça não teve como obter o total da área edificada sobre o terreno da Kennedy (salões, área administrativa, piscinas e etc) pois a matrícula respectiva é “muito antiga e não traz qualquer informação quanto à indicação física do terreno”. 

 A lei diz que a escritura de doação deverá ser gravada com as cláusulas de inalienabilidade e impenhorabilidade, o que significa que o terreno não poderia ser vendido ou penhorado. O clube informa que ainda aguarda uma resposta da administração pública. Em junho deste ano, por causa de uma dívida total de R$ 1,6 milhão com nove ex-funcionários o Paraná viu a Vila Olímpica do Boqueirão ser arrematada em leilão pela empresa Seagull Incorporações e Participações pelo valor de R$ 11,65 milhões, metade do valor do lance inicial, R$ 23, 2 milhões. 

Da dívida total de R$ 1,6 milhão, o maior valor a ser pago era justamente para Ricardo Pinto que, na época, cobrava cerca de R$ 450 mil. Em outubro, entretanto, após uma série de tentativas de embargo do leilão por parte do Paraná, a Seagull desistiu da compra da Vila Olímpica e o local voltou a ser de posse do clube.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"