Pular para o conteúdo principal

EFE : Presidente da federação alemã renuncia após escândalos ligados à Copa de 2006

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, renunciou nesta segunda-feira como consequência de uma série de irregularidades relacionadas com a Copa do Mundo de 2006.
Niersbach anunciou a renúncia após uma reunião da cúpula da DFB e disse que assumia a "responsabilidade política".
O escândalo surgiu após uma denúncia da revista "Der Spiegel" sobre supostas propinas pagas para que o país conseguisse sediar o Mundial de 2006, mas o que acabou levando Nierbach a deixar o cargo foram investigações sobre sonegação fiscal ligadas ao caso.
Na Alemanha, o dirigente, seu antecessor na federação, Theo Zwanziger, e o ex-secretário-geral da entidade Horst R. Schmidt estão sendo investigados por suspeita de evasão fiscal. Os escritórios das DFB e a casa dos suspeitos foram alvo de operação de busca, como parte do procedimento aberto.
Niersbach entrou para os quadros da federação como chefe de comunicação, posteriormente passando a ser vice-presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2006. Em seguida, assumiu a função de secretádio-geral da entidade, assumindo a presidência em seguida.
O escândalo envolvendo o torneio disputado nove anos atrás explodiu após a descoberta de pagamento de 6,7 milhões de euros à Fifa, como contribuição para o programa cultural relacionado ao torneio.
Segundo a versão da DFB, o crédito havia sido utilizado para que e federação internacional liberasse uma subvenção de 160 milhões de euros, para a organização da competição. O jornal alemão "Der Spiegel", no entanto, aponta que o dinheiro foi utilizado para comprar votos na escolha da sede.
A procuradoria do país, independente da justificativa, abriu procedimento por considerar que houve irregularidade fiscal na execução e declaração do pagamento. Por isso, a investigação se centra na busca dos responsáveis por crime nesta esfera.
Niersbach, neste caso, está envolvido por ter assinado, em 2007, ainda como secretário-geral a declaração de impostos da entidade, referente ao ano anterior.
Resultado de imagem para EFE AGENCY LOGO

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.