Pular para o conteúdo principal

É hexa! Corinthians empata com o Vasco em São Januário e é campeão brasileiro


Renato Augusto divide bola com vascaíno em São Januário, em jogo do título corintiano.
É hexacampeão! Foi até com ares de sofrimento, do jeito que o torcedor gosta. Mas, no fim das contas, o Corinthians faturou nesta quinta-feira o sexto Campeonato Brasileiro de sua história, após empate por 1 a 1 contra o Vasco da Gama, em São Januário. Love fez o gol do título no fim da partida e decretou a conquista com quatro rodadas de antecedência.
O resultado deixou a equipe paulista com 77 pontos, agora sem chances de ser alcançada pelo Atlético-MG, que nesta quinta perdeu para o São Paulo por 4 a 2, em jogo emocionante que por pouco não adiou em mais uma rodada a briga pelo título nacional.
O hexacampeonato veio após a torcida corintiana acompanhar atentamente ao confronto entre atleticanos e são-paulinos, que teve a equipe mineira à frente do placar em duas oportunidades, ambas com reações tricolores que davam - e deram - o título ao arquirrival.
Enquanto isso, uma partida sonolenta em São Januário contribuía para dar ao Corinthians o caneco com quatro rodadas antes do fim do torneio. Júlio César ainda fez o gol cruzmaltino, mesmo com Rodrigo expulso pouco antes, mas Vagner Love deixou tudo igual no fim e enlouqueceu a comemoração pelo hexacampeonato.
O título coroa uma campanha impecável do clube do Parque São Jorge, comandado desde o começo por um renovado técnico Tite.
De volta após um ano sabático, o treinador soube montar uma equipe rápida e renascida depois dos tropeços no Paulistão e na Copa Libertadores. Após um começo ruim no Brasileirão, Tite deu a volta por cima, mexeu com o brio de um elenco que conviveu durante toda a temporada com atrasos salariais e foi o principal personagem do título corintiano.
A conquista, contudo, ainda teve outros protagonistas, estes dentro de campo. Os meias Jadson e Renato Augusto, que deram a volta por cima e foram o coração do meio alvinegro, o polivalente Elias, o artilheiro Vagner Love, o xerife Gil e muitos outros, agora heróis do sexto troféu brasileiro do Corinthians.
O Vasco, por sua vez, alcançou 34 pontos e ficou em situação ainda mais delicada na competição após os resultados da 35ª rodada.
O time cruzmaltino segue na penúltima colocação, agora a quatro pontos do primeiro clube fora da zona do rebaixamento, o Avaí, que tem 38. No domingo, o clube carioca encara o Joinville, fora de casa.
Resultado de imagem para msn logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.