Pular para o conteúdo principal

Brasil conquista VI Torneio Mundial de Futsal Feminino em cima da Rússia

A Seleção Feminina de Futsal é hexampeã do mundo. De forma invicta, as brasileiras conquistaram, neste domingo (29/11), o sexto título do Torneio Mundial Feminino. A decisão foi disputada contra a Rússia, que também não havia perdido na competição. Porém, as russas não conseguiram segurar o futsal brasileiro, que mostrou-se mais uma vez superior para sair de quadra com o triunfo de 3 a 0, na Guatemala, país que sediou a competição. E o título veio com gols somente no primeiro tempo. Amandinha, mostrando estrela na decisão, marcou os dois primeiros gols do jogo. Depois foi a vez de Nega deixar o dela, para fechar o placar da etapa inicial. 

Após o intervalo, bastou manter a vantagem para comemorar o título. A rede seguiu sem balançar e o Brasil confirmou a hegemonia no Torneio Mundial - é o sexto título em seis edições disputadas. Campanha Na edição 2015, a Seleção Brasileira não deixou dúvidas de que o título estava em boas mãos. Nas cinco partidas que disputou, as brasileiras marcaram 23 gols. A defesa também mostrou ser ponto forte, levando apenas um gol em toda a competição. A campanha contou com quatro vitórias e um empate - contra Portugal, ainda na primeira fase.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco