Paranaense da Segunda Divisão começa no dia 08 de março.ESPORTE PARA TODOS!

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

POR DENTRO DA COPA

COPA

segunda-feira, 2 de março de 2015

Bombou no meu facebook!

CBF divulga a tabela da Série A e o preço mínimo do ingresso: R$ 40



A CBF divulgou na tarde desta segunda-feira, logo após uma reunião envolvendo os presidentes dos clubes na sede da entidade, no Rio de Janeiro, a tabela dos jogos da Série A do Brasileiro, que começará no dia 9 de maio.Também ficou definido que o valor mínimo do ingresso derá R$ 40. Já o valor máximo será estabelecido por cada clube em conjunto com a federação local. Outro fator importante definido foi que o treinador, caso seja expulso, terá de cumprir suspensão automática. A primeira rodada (nos dias 9 e 10) apresenta os seguintes jogos: 

São Paulo x Flamengo
 Palmeiras x Atlético Mineiro
Fluminense x Joinville
Vasco x Goiás
Grêmio x Ponte Preta
Cruzeiro x Corinthians
 Avaí x Santos
 Atlético Paranaense x Internacional
Sport x Figueirense
 Chapecoense x Coritiba

 Segunda rodada (16 e 17 de maio)
Corinthians x Chapecoense
 Santos x Cruzeiro
 Ponte Preta x São Paulo
 Flamengo x Sport
 Internacional x Avai

Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Bianca " A musa do esporte cianortense

 
 A dedicação continua a mesma, a vontade de vencer também, mais as suas vitorias não é por ninguém muito menos para Bianca goleira do time do C.A.F.E Futsal bi campeão paranaens toda vitória ela é exclusivamente para Deus, pois foi ele quem me deu esse dom de JOGAR! Esse ano é especial principalmente porque todo ciclo uma hora tem seu fim. Que seja abençoado mais um ano desse time guiado pelo Senhor @cafefutsal_oficial pois aqui toda a honra e glória é de Deus!! — enfatiza a atleta em uma nota no facebook.Bianca já foi goleira da Seleção brasileira universitária e atleta do Palmeiras Osasco
.Bianca Castagnaro Moraes

Bombou no meu facebook!

Escapulário Palmeiras Folheado a PrataEscapulário Palmeiras Folheado a PrataEscapulário Palmeiras Folheado a PrataEscapulário Palmeiras Folheado a PrataEscapulário Palmeiras Folheado a PrataEscapulário Palmeiras Folheado a Prata

Paraná Clube se destaca na rodada do estadual

O Paraná teve quatro jogadores - o lateral Ricardinho, o volante Jean, o meia Lúcio Flávio e o atacante Rossi -, mas o craque da sexta rodada do Paranaense é do Londrina. O meia Celsinho foi fundamental para o LEC definir a vitória sobre o Cascavel nos primeiros 10 minutos de jogo, domingo (1º), no Estádio do Café.

Primeiro deu assistência para o gol de Dirceu. Depois, o meia do Tubarão fez o seu primeiro gol neste Paranaense, aproveitando a sequência da tabela entre Allan Vieira e Hiago. “Eu precisava mesmo [balançar a rede]. Estava necessitando de gols e dei sorte”, comemorou o camisa 10 do Tubarão, vice-líder do Estadual.

CONTEÚDO BLOG LONDRINENSE/ GAZETA DO POVO

Eder Paulista é o goleador da pré temporada do Cianorte FC se depender de seus gols o Cianorte FC sobe para a elite do estadual


Depois de Gean Carlo e Henrique o Cianorte FC parece que " encontrou" um goleador de primeira categoria. O atacante Eder Paulista chegou à uma semana no Cianorte FC, jogou dois amistosos, e marcou dois gols. Chega pra somar e ajudará muito a equipe na busca pelo acesso. Sorte a ele e a todo o elenco!

por Magno Moreira com apoio de Luís Martins Neto

Botafogo estraga adeus de Léo Moura e vence Fla por 1 a 0



O domingo seria especial para o Flamengo no Maracanã, mas o Botafogo deixou um gosto amargo na boca dos rubro-negros com uma vitória por 1 a 0 pelo Campeonato Carioca. Na despedida do lateral Léo Moura - que fez sua última partida oficial na equipe da Gávea após 10 anos de serviço, antes de partir para o Fort Lauderdale Strikers nos Estados Unidos -, os alvinegros levaram a melhor graças a um gol de Tomás. Com uma pitada de sorte: a bola bateu na trave e no goleiro Paulo Victor antes de entrar. 
A vitória devolveu o Botafogo à liderança do Carioca, com 19 pontos. Já o Flamengo, com 14, ainda segue dentro da zona de classificação para as semifinais. Na próxima rodada, os alvinegros têm mais um clássico para jogar, contra o Fluminense, enquanto os rubro-negros recebem o Friburguense.
A partida também foi especial para ex-jogadores históricos dos dois clubes, que subiram ao gramado para comemorar os 450 anos da cidade do Rio de Janeiro. Mas foi uma pena que o espetáculo não se refletiu tão bem no começo do jogo. O Botafogo apostou em uma postura mais defensiva e fechou bem os espaços no primeiro tempo, enquanto o Flamengo, sofrendo para criar chances claras, pouco incomodou Jefferson.
Com o Fla tomando controle da bola e o Botafogo apostando suas fichas na marcação, nenhum time fez o goleiro adversário trabalhar, e a maior parte da ação ficou por conta das lesões: Samir e Diego Jardel se machucaram e saíram ainda no primeiro tempo para as entradas de Bressan e Sassá, respectivamente. Jefferson só precisou fazer sua primeira defesa aos 36min, em chute fraco de Marcelo Cirino.
O Botafogo melhorou bem no intervalo, com mais aproximação na frente e jogadas que aproveitaram o pivô de Bill. Paulo Victor teve que trabalhar em uma finalização de Tomás, e Jefferson fez milagre para evitar um gol contra de Diego Giaretta. Carleto também acertou a trave do Flamengo em linda cobrança de falta. A pressão culminou em um chute forte de Tomás de fora da área, que bateu na trave e em Paulo Victor antes de entrar, para definir a vitória botafoguense.
O clássico também teve seus momentos de tensão no segundo tempo depois de uma chegada forte de Gilberto em Arthur Maia, o que gerou um princípio de confusão - no meio da bagunça, Bill deixou um tapa na cara de Bressan, mas o juiz não viu.
O gol do jogo
37min do segundo tempo - Botafogo 1 x 0 Flamengo
Tomás ajeitou de fora da área e chutou forte. A bola explodiu na trave, voltou, bateu no quadril do goleiro Paulo Victor - que ficou sem reação - e entrou.

CONTEÚDO JB ON LINE

- Campeonato Paranaense - LEC sobe na tabela e é o novo vice-líder - Reencontro com a vitória



Após duas rodadas sem vencer, Tubarão se reabilita e passa pelo Cascavel no Café

Lis Sayuri
O Londrina Esporte Clube conquistou uma tranquila vitória, por 2 a 0, em cima do Cascavel, ontem no Estádio do Café. O jogo foi válido pela sexta rodada do Campeonato Paranaense e rendeu ao Tubarão o segundo lugar da competição, com 13 pontos, atrás apenas do J. Malucelli, que tem 16. Celsinho foi um dos destaques da partida. O camisa 10 deu passe para o primeiro gol e ainda marcou o segundo. O Cascavel, que até então tinha a melhor defesa do campeonato, manteve os nove pontos, na sétima posição na tabela. 

O duelo marcou o embate entre os atuais campeões paranaenses. De um lado, o Londrina, que conquistou o título da primeira divisão. Do outro a Serpente, que levantou o troféu da Segundona de 2014. 

O LEC buscava a reabilitação no Paranaense 2015, já que não marcava havia duas rodadas. No penúltimo jogo, acabou perdendo por 1 a 0 para o Operário de Ponta Grossa, em casa. No último, contra o Rio Branco, em Paranaguá, ficou apenas no 0 a 0. 

Já o Cascavel estava invicto na competição. A equipe tinha vencido as duas últimas partidas, contra o Rio Branco, 1 a 0, e o Nacional, 2 a 0, respectivamente. Ambos em casa. 

O JOGO

Uma invencibilidade que durou cerca de 455 minutos. Quebrada pelo LEC em apenas cinco. Tempo que o Londrina gastou para abrir o placar. Em cobrança de falta pelo lado direito, Celsinho bateu cruzado para a área cascavelense. A bola passou pela defesa e caiu na cabeça do zagueiro Dirceu, na segunda trave. O zagueirão, que agora tem dois gols no campeonato, mandou para as redes. 

O Cascavel, que veio ao Norte do Estado em busca de se defender e apostar nos contra-ataques, sentiu o golpe e exibiu dificuldades para manter a posse de bola. O Tubarão não quis nem saber e chegou ao segundo gol aos nove minutos. A jogada começou ainda na defesa. A bola passou em pé em pé e se desenvolveu pela lateral esquerda. O lance decisivo saiu da bela troca de passes entre o lateral-esquerdo Allan Vieira e o atacante Hiago. Vieira invadiu a área, recebeu o passe e tocou para Celsinho, na marca do pênalti, dominar, olhar e mandar no canto esquerdo de Júnior, que nada pôde fazer. 

Daí em diante o LEC se acomodou e deu brecha ao adversário. Mas o time do Oeste não conseguia levar perigo ao gol de Vitor. O melhor jogador da equipe foi o atacante Renan Tavares, que infernizou a zaga alviceleste pelo lado direito. Porém, pecava muito nas finalizações. 

Faltou emoção na segunda etapa. O Cascavel tentava diminuir o placar pelo alto, forçando nos cruzamentos. Menos intenso, o LEC ainda assim chegou com mais perigo e por muito pouco não ampliou. Arthur desperdiçou boas chances na área. Uma delas logo no início do segundo tempo. Lucas Ramon foi derrubado na entrada da área pelo lado direito. Mas o juiz Rodolpho Toski Marques deu apenas falta. Rone Dias cobrou cruzado na área e a bola sobrou para Arthur, que mandou para fora. No último minuto de jogo, o atacante ainda invadiu a área pela direita e acabou derrubado pelo adversário. Porém o árbitro novamente não marcou pênalti e Arthur ficou mais um jogo sem balançar as redes. 

O Londrina volta a campo no próximo domingo, quando desafia o Coritiba na capital do Estado, no Couto Pereira. Enquanto que a Serpente recebe o Prudentópolis, no mesmo dia. 
FolhaWeb

Mamute exalta capacidade do Grêmio de suportar pressão no Gre-Nal

Mamute exalta capacidade do Grêmio de suportar pressão no Gre-Nal  | Foto: Ricardo Giusti
O atacante Yuri Mamute foi uma das novidades do Grêmio no Gre-Nal desse domingo. Apesar do empate em 0 a 0, o jogador acredita que o time cumpriu bem a sua tarefa de segurar o Inter dentro do Beira-Rio.  "Gre-Nal é um jogo difícil de se jogar, são poucas oportunidades, mas o grupo foi bem. Graças a Deus, o time suportou a pressão e quase saiu com a vitória", destacou em entrevista coletiva. 

Mamute agradeceu a oportunidade concedida pelo técnico de Luiz Felipe Scolari e considerou que sua atuação foi boa. "A comissão técnica e os jogadores me acolheram de um jeito carinhoso e eu agradeço. Dei o meu máximo e pretendo dar continuidade ao meu trabalho. Fiz o que eu vinha trabalhando, como marcação forte, atacando, mas, pelo meu desempenho, acho que fui bem", disse. 

O jovem atacante ainda lembrou a experiência que teve no Botafogo e na seleção brasileira de base antes de recomeçar no Grêmio. "No Botafogo eu tive uma experiência e, apesar de tudo que aconteceu lá, agradeço a Deus pela oportunidade de ter ido para a seleção fazer meu trabalho. Agora pude retornar e colocar meus pés no chão para seguir em frente", concluiu.