Segundo site, a Confederação vai conversar com a Rede Globo, que detém os direitos de transmissão, para adiantar os jogos
A CBF está planejando acabar com as partidas às 22h (horário de Brasília) de quarta-feira. O novo presidente da Confederação, Marco Polo Del Nero, afirmou que este horário não está funcionando mais com o torcedor brasileiro. As informações são do site da ESPN Brasil.
Um problema que poderia surgir nesta mudança seria o horário já definido com a Rede Globo, que detém os direitos de transmissão, mas o ex-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) afirmou que não haverá problemas com a emissora.
"Olha, com a Globo, pelo menos em São Paulo, ela nunca nos exigiu nada. Nada mesmo. A gente manda a nossa programação, ela nos pede alguns ajustes e nós devolvemos com o que podemos mexer. Mas não há exigência", disse Del Nero.
Na visão de Del Nero, as partidas poderiam começar com até 30 minutos de antecedência que já ajudaria:  "Lá atrás, o horário das 22 horas era o melhor para o torcedor, a gente tinha estatísticas nesse sentido. Mas hoje isso mudou. Esse horário já não é mais o melhor. Então, se não é o melhor, vamos tentar mudar com a Rede Globo. Temos que discutir esse problema. [Tem que ser] Um horário que o torcedor goste. Das 21h30, por exemplo. Até 21h30 eu acho que já ajuda", adicionou.
Outro horário que pode ser introduzido é o das 11 horas da manhã no domingo, no qual o Palmeiras jogou devido a problemas de segurança em São Paulo. Segundo o presidente da CBF, o horário deu certo e pode ser repetido.
O Campeonato Brasileiro 2015 começa no dia 9 de maio. Nos próximos dois domingos, a maioria dos campeonatos estaduais serão definidos.

CONTEÚDO: GOAL